A queda da pequena inglesa

jul 20, 2006   //   por Blog Corporativo   //   Crises, problemas e riscos  //  4 Comentários

watermark.jpgA secretária inglesa Catherine foi demitida da empresa que trabalhava no Reino Unido porque escreve um blog. O blog chamado Petite Anglaise jamais apresentou seu nome real ou dados relevantes da Dixon Wilson, uma empresa do ramo financeiro a qual atuava Catherine.

O problema foi que funcionários se reconheceram por descrições físicas e detalhes nas nuances das histórias que ela contava nos posts.

A empresa soube do blog e mandou Catherine para o olho da rua. Dooced. Agora ela está se preparando para processar a empresa por não saber delimitar vida pessoal de vida profissional e prejudicá-la.

Essa atitude da empresa, vista como equivocada pelos blogs de todas as partes do mundo, reflete uma realidade que as empresas devem estar conscientes: seus funcionários podem estar blogando e uma política cai bem para deixar os papéis e responsabilidades claros.

4 Comentários

  • Eu, quando li, achei um absurdo. Isso acontece muito em empresas familiares, onde tudo depende do ponto de vista do chefe e seus parentes.

  • Complicado. Isso também poderia ser visto como uma política para regular a liberdade de expressão dos funcionários. Qualquer um pode falar o que quiser dentro e fora dos blogs, desde que se responsabilize pelos danos que poderá causar. Uma questão de conduta que vale para qualquer um. Neste caso específico, a empresa vestiu a carapuça, já que a funcionária não apresentou dados relevantes bastava uma conversa.

  • É difícil saber o quão autoritária foi a decisão da empresa, até porque não conhecemos a estória toda, nem estamos na pele dos colegas da Pequena Inglesa.

    De minha parte tenho tomado todo o cuidado para não expor meus clientes (já que sou autônomo e não tenho mais “emprego”), e quando conto em algum de meus blogs alguma coisa que tenha acontecido no ambiente de uma dessas empresas, certifico-me de que seja algo absolutamente inócuo, trivial, como o colega que perguntara se um quilo eram 1000 ou 1024 gramas.

    Enfim, vou gostar de saber o desfecho dessa situação, e de ler algumas opiniões sobre isso.

    Antes que digam que estou em cima do muro: ela foi burra ingênua de se deixar pegar, se o objetivo realmente era manter anonimato.

  • Creio que ela teve uma má sorte de ser descoberta… Me parece que ela usava um pseudônimo…

    Mas quem mostra a cara tem que ter cuidado redobrado, afinal, blogs, fóruns, listas de discussão são locais públicos.

    Quando li esse texto, quase me arrependi de ter publicadoo “Método da Vaca Louca”. Pensando bem, se estivéssemos três meses atrás, com certeza eu não divulgaria! : )
    http://enoches.blogspot.com/2006/08/evite-o-mtodo-da-vaca-louca.html

Leave a comment to Janio Sarmento