12 regras para uma reunião sustentável

nov 30, 2006   //   por Serendipidade   //   Marketing / Negócios  //  1 Comentário

Depois vou tirar algum trechinho do “Odeio Reuniões” para contrapor essa listinha útil.

1. TO MEET OR NOT TO MEET? – Tenha certeza de que a reunião é extremamente necessária. Veja se pode ser trocada por um e-mail quando não é necessária uma decisão coletiva, quando não existem tarefas a serem divididas ou validações para fazer.

2. DEFINA O OBJETIVO – Defina o escopo da reunião, selecione os participantes em função do objetivo, mande antes o material considerado leitura necessária.

3. PREPARE A AGENDA – Estabelecer os argumentos e o tempo que será assignado para cada ponto. Envie uma agenda antes da reunião aos participantes com a pauta da mesma.

4. USE O OUTLOOK – Com ele você pode acessar a agenda de todos afim de escolher um horário apropriado.

5. ARRUME O AMBIENTE – Garanta que tudo está ok bem antes de começar, canetas, folhas, projetor, etc.

6. CONFIRME OS PARTICIPANTES – No dia anterior ou horas antes mande uma nota relembrando a reunião.

7. DEFINA O LÍDER – É importante a figura de um facilitador para controlar a amplitude da discussão e introduzir a agenda, tirar as conclusões, distribuir tarefas,

8. COMECE NO HORÁRIO – 5 minutos de atraso no máximo para reler algo, conhecer alguém. Celulares desligados.

9. MANTENHA A LINHA DE RACIOCÍNIO – Não fuja do escopo da reunião e controle o tempo. Se algo muito importante estiver em pauta e que deve ser continuado, reordene as prioridades.

10. PROVOQUE – Encoraje os participantes a ter um papel ativo. Frases como “Me ajude entender melhor” ou “Me explique um pouco mais”.

11. TRANSFORME PALAVRAS EM AÇÕES – Os últimos 10 minutos são dedicados para a definição dos próximos passos. De preferência não deixando o próximo passo ser uma próxima reunião para discutir pontos pendentes.

12. MANDE UM SUMÁRIO – Designe uma pessoa que faça um resumo da reunião e envie a todos os participantes uma recaptulação dos assuntos mais importantes que foram discutidos em até 24 horas depois da reunião.

Fonte: Blog da Edelman Itália.

1 Comentário

  • Fabio, normalmente eu associo reuniões corporativas a uma “burrocracia” sem fim, e que normalmente, só servem para aumentar o backlog (fila de tarefas pendentes) ou para saciar a fome de alguns puxa-sacos e o ego de certos chefes.

    As reuniões acontecem e se repetem mensalmente, semanalmente e muitas vezes, diariamente. A nossa enorme fila de tarefas cresce como bolo com fermento fresco e, infelizmente, não podemos fazer muito a respeito.

    Poucas são as reuniões produtivas onde as idéias podem fluir com naturalidade e as soluções brotam e são observadas com atenção.

    Aproveito esse post para propor uma décima terceira regra:
    - que durante as reuniões seja proibido o uso de cadeiras em sala, ou seja, que durante as apresentações, todas as cadeiras sejam levadas para fora de sala.

    É isso mesmo, todos devem ficar de pé durante as reuniões. Ainda assim, não podemos garantir que todos indicados compareçam e participem as reuniões de boa vontade.

    É sempre bom lembrar que durantes as principais guerras, os generais tinham entre 10 a 15 minutos para tomar suas decisões estratégicas.

Leave a comment to Horácio Soares