Visualizando posts em "Marketing / Negócios"

Top 25 Marketing Blogs

mai 18, 2006   //   por Serendipidade   //   Marketing / Negócios  //  5 Comentários

Repasso a lista dos 25 blogs de marketing melhor posicionados no Alexa, segundo o levantamento do The Viral Garden. O número na frente é a posição no ranking que levou em conta páginas no mundo todo. Acho estes rankings ótimos para conhecer novos blogs interessantes.

1 – Seth’s Blog – 11018
2 – Guy Kawasaki – 14793
3 – Gaping Void – 18059
4 – Duct Tape Marketing – 18562
5 – Creating Passionate Users – 22087
6 – Marketing Shift – 53816
7 – HorsePigCow – 53986
8 – Brand Autopsy – 85385
9 – Church of the Customer – 87685
10 – What’s Next – 90302
11 – Coolzor – 108026
12 – Emergence Marketing – 118773
13 – Jaffe Juice – 126679
14 – Marketing Roadmaps – 137510
15 – Beyond Madison Avenue – 147519
16 – Diva Marketing – 153025
17 – Jack Yan – 163243
18 – Johnnie Moore’s Weblog – 165287
19 – What’s Your Brand Mantra – 183879
20 – Marketing Begins At Home – 259014
21 – Decker Marketing – 260171
22 – Being Reasonable – 268503
23 – The Origin of Brands – 282050
24 – Crossroads Dispatches – 294041
25 – The Brand Builder Blog – 430378

Os 50 Gurus mais respeitados do mundo

mai 12, 2006   //   por Serendipidade   //   Marketing / Negócios  //  2 Comentários

Esse post eu trouxe do Virtual Entrepreneur. Vou relacionar os 10 primeiros, o restante você pode ver aqui.

1. Michael Porter, 59 anos
Doutor em economia, professor da Harvard Business School, dos Estados Unidos, é um dos maiores especialistas do mundo em estratégia e competitividade. É autor de 17 livros, entre eles Estratégia Competitiva: Técnicas Para Análise de Indústrias e da Concorrência , publicado em 1980 e que já está na 60ª reimpressão. A obra foi traduzida para 19 idiomas.

2. Bill Gates, 55 anos
Fundador da Microsoft, maior empresa de software do mundo. Sua fortuna está avaliada em 60 bilhões de dólares, cerca de 128 bilhões de reais.

3. C.K Prahalad, 59 anos
Consultor indiano, que vive nos Estados Unidos desde 1972, é professor de estratégia empresarial e negócios internacionais na Universidade de Michigan e especialista em estratégia. É autor do livro A Riqueza na Base da Pirâmide , no qual mostra o potencial dos mercados em países pobres e de grande população.

4. Tom Peters, 63 anos
Ph.D. em Business Administration pela Universidade de Stanford, nos Estados Unidos, é autor de mais de 10 livros sobre administração. Juntos, venderam mais de 6 milhões de cópias e foram traduzidos para 20 idiomas. Sua mais recente obra, publicada em 2004 no Brasil, é Reimagine! Excelência nos Negócios Numa Era de Desordem , no qual faz um alerta para as organizações de hoje que estão despreparadas para as oportunidades de negócios do futuro.

5. Jack Welch, 70 anos
Foi CEO da General Eletric de 1981 a 2001 e é um dos executivos mais admirados do mundo por suas estratégias inovadoras e seu estilo de liderar. Seu livro mais novo é O Estilo Jack Welch de Liderança, publicado no ano passado no Brasil.

6. Jim Collins, 48 anos
Estudioso das empresas que atingiram a excelência, lecionou por 7 anos na Faculdade de Administração da Universidade de Stanford, nos Estados Unidos, até 1995. Hoje trabalha em seu próprio laboratório de pesquisa, no estado do Colorado. Um de seus livros, Feitas Para Durar – Práticas Bem-Sucedidas de Empresas Visionárias , publicado em 1995 no Brasil, ficou na lista dos mais vendidos da Business Week por mais de 4 anos.

7. Philip Kotler, 74 anos
Economista, professor da Kellogg Graduate School of Management, na Universidade Northwestern, em Chicago, nos Estados Unidos, é considerado um dos mais brilhantes teóricos de marketing. É autor do livro Administração de Marketing , publicado em 1967 e que já está na 12º edição.

8. Henry Mintzberg, 66 anos
Doutor em gestão pelo MIT Sloan School of Management, em Massachusetts, nos Estados Unidos, é professor da McGill University, em Montreal, no Canadá. Foca seu trabalho em estratégia empresarial. Seu mais recente livro, publicado este ano no Brasil, é MBA? Não, Obrigado!, no qual discute os cursos de formação de novos administradores.

9. Kjell Nordstrom, 41 anos, e Jonas Ridderstrale, 33 anos
Autores do livro Funky Business – Talento Movimenta Capitais e professores da Faculdade de Economia de Estocolmo, na Suécia, falam sobre as pessoas e os talentos como vantagem competitiva.

10. Charles Handy, 73 anos
Pensador irlandês, desenvolve trabalhos que abordam o mundo em transformação e o reflexo de tais mudanças nas empresas. Foi diretor do Center for Management Development da London Business School, na Inglaterra, no ano de sua fundação, em 1975. No livro A Era da Irracionalidade, publicado em 1989, já falava da necessidade de as empresas se adaptarem às mudanças que o mundo enfrentava, com novos perfis profissionais e novos padrões de carreira.

Relacionamentos gerenciados pelo cliente

mai 6, 2006   //   por Serendipidade   //   Marketing / Negócios  //  1 Comentário

TrendWatching.comAno passado falamos aqui neste blog da nova “Geração C” de clientes que surgiu e está cada vez mais consolidada graças a Internet.

Basicamente, em vez de assistir um comercial e comprar, o cliente quer participar ou ajudar na criação do serviço ou do produto, para só depois comprar. Veja exemplo aqui.

As organizações focadas no cliente costumam seguir a linha do CRM (Customer Relationship Management) – Gestão de relacionamento com clientes – para se aproximarem das necessidades e desejos dos clientes.

Mas hoje, com a “Geração C” vindo cada vez mais forte no comando do mercado, podemos resgatar um conceito que surgiu mais ou menos em 2003, e que se chamava CMR (Customer-Managed Relationships) – Relacionamentos gerenciados pelo cliente. Não só falando em tecnologia, mas em conceito estratégico também.

Aí sim estaremos nos adequando ao novo mercado atual.

Dê as ferramentas e os “brinquedos” que os seus clientes precisam para se sentirem parte da sua empresa.

Gestão vs. Ingestão

abr 21, 2006   //   por Serendipidade   //   Marketing / Negócios  //  Nenhum comentário

Muitos dos problemas operacionais das empresas podem ser explicados pela falta de competência das lideranças que fazem a gestão da mesma.

Como podemos observar em muitas empresas, a gestão é cada vez mais confundida com a ingestão. Isso traz muita dor de cabeça os clientes e uma enorme dor no bolso.

Para ajudar esclarecer melhor a diferença entre uma boa gestão e uma ingestão, montamos o quadro abaixo:

(c) serendipidade.com

A sua empresa agradece.

A liderança corporativa nos blogs

abr 13, 2006   //   por Serendipidade   //   Marketing / Negócios  //  5 Comentários

Atualização (25/04/2006):

Com a saída de Scott McNealy, Jonathan se tornou CEO da Sun, e é o primeiro CEO blogueiro na lista das 500 empresas mais ricas nos Estados Unidos.

(c) Sun MicrosystemsUm exemplo para a liderança das empresas brasileiras que estão ignorando o poder dos blogs na comunicação corporativa. E um exemplo para as empresas que não dão atenção aos clientes sob nenhum aspecto.

Jonathan Schwartz, o Presidente e COO da Sun Microsystems, e um dos representantes (pioneiro) dos blogueiros na alta direção das empresas, concedeu uma pequena entrevista exclusiva para Serendipidade.com. Confesso que fiquei surpreso ao ver a acessibilidade e prontidão que obtive.

O texto completo você poderá acompanhar no website do meu livro, que será lançado em breve.

“Nós estamos apenas no começo do impacto das tecnologias participativas na liderança e comunicação corporativas. Acredito que, em 10 anos, a participação de executivos seniores em conversações de mercado não será mais estranha (ou assustadora) do que o uso de e-mail hoje. [...]

Que conselhos eu dou? Comece estabelecendo uma boa política e normas de uso. Seja honesto e aberto [...]. Não pense que blogar é fazer publicidade. Encontre a sua voz e seu estilo. Publique links para pessoas que intreressam ou influenciam você.[...]

Responda as idéias legítimas que chegam pelos comentários. Escreva por você mesmo, acima de tudo. Autenticidade é obrigatório. Contratar alguém para escrever seu blog é como contratar alguém para escrever seu e-mail. [...] Isso poderá danificar irreversívelmente a sua credibilidade e reputação.”

A propósito, coincidentemente Jonathan esteve no Brasil esta semana para o Sun Tech Days e se encontrou com o Presidente Lula para discutir tecnologias acessíveis e software livre.

Obrigado Sr. Schwartz pela atenção!

Conheça o Fortune 500 Business Blogging Wiki, que mantém uma lista atualizada dos blogs corporativos existentes nas 500 maiores empresas americanas. Apenas 27 das 500 (5,4%) estão blogando, segundo eles.

Só falta a sua empresa…

abr 6, 2006   //   por Serendipidade   //   Marketing / Negócios  //  5 Comentários

(c) yotophoto.com…para participar deste grupo seleto de exemplos de blogs usados nas empresas e para negócios:

Amazon, Avaya, BMC Software, Cisco, Dell, EDS, Ford, GM, HP, Microsoft, Sprint, Renault F1 Team, Sun, Texas Instruments, Boeing, Oracle, SAP, BMW Oracle Racing, McDonalds, IBM, Ducati e [Sua empresa aqui].

Reforçando o pedido, estou terminando o meu livro sobre Blogs Corporativos, e gostaria de saber se a sua empresa já está blogando. Ou mesmo se você conhece alguma outra que está blogando aqui no Brasil. Exemplos nacionais.

Como eu já havia dito, a seção de agradecimentos do meu livro não se esquecerá de vocês. Comente, me mande e-mail e deixe suas credenciais.

Amor, ódio ou mediocridade.

abr 5, 2006   //   por Serendipidade   //   Marketing / Negócios  //  13 Comentários

Já que o calor da conversa é sobre empresas maltratando clientes, como é o caso dos últimos dois posts, queria pegar o gancho da Kathy Sierra e emprestar uma figura (não tive tempo de traduzir) que fala sobre um outro tipo de zona de mediocridade.

Olhem:

(c) creating_passionate_users

Sua empresa deve ser amada ou odiada pelos seus clientes, ser neutra em sentimentos é medíocre. Ser do amor é retenção, desenvolvimento e respeito ao cliente. Ser do ódio é obter uma publicidade do tipo falem bem ou mal, mas falem de mim, mas mesmo assim ainda é estar no centro das atenções.

Ser medíocre ninguém quer. Medíocre não é legal, ninguém nota, os funcionários se aborrecem, e a própria palavra já assusta.

Portanto, o que provavelmente fazem as empresas brasileiras e quem sabe quase todas as outras?

Resposta: Migram para o ódio fugindo da mediocridade, porque ir para o amor é muito mais difícil e custoso. Isso dá no que dá: filas no Procon, reclamações em SACs, empresas quebrando, etc.

É gostar muito de adrenalina?

Chega disso, senão daqui a pouco vão me chamar de bebê chorão.

Relacionamento (verdadeiro) com clientes

abr 4, 2006   //   por Serendipidade   //   Marketing / Negócios  //  4 Comentários

(c) yotophoto.comTemos que ser generosos em relacionamentos.

O blog HorsePigCow apresentou uma série de características do relacionamento e amizade, mas eu gostaria que vocês fizessem a leitura sob o ponto de vista de relacionamento com seus clientes.

Apliquem essas regras ou observações básicas na sua maneira de fazer negócios, e você poderá enxergar o quanto verdadeiras elas são.

  • O resultado do relacionamento é proporcional ao quanto você se dedica a ele.
  • Para ter um amigo, você precisa ser amigo.
  • A pior ferida é a traição de um amigo. Algumas pessoas perdoam ou são perdoadas, mas se você apronta uma vez, nada será como antes.
  • Relacionamentos possuem limites que devem ser respeitados.
  • Amigos casuais vêm e vão, mas relacionamentos verdadeiros duram para sempre.
  • Quando alguém faz você se sentir bem consigo mesmo, esse alguém é um amigo. Se alguém faz você se sentir mal, provavelmente esse alguém não é um amigo.

Para o terceiro ponto eu dedico o meu post sobre a TIM. Ou poderia discorrer sobre os problemas de um celular da LG recém-comprado (menos de 1 mês) que já está na assistência técnica, e o pior é que eles não trocam por um novo.

Para o último eu cito os recentes acontecimentos com os celulares da Motorola.

Porque telefonia tem que ser o pior exemplo? Simples, porque é o tipo de serviço que MAIS depende do bom relacionamento, isso devido à propriedade de descarte que está se tornando cada vez mais viável. Não gostou, trocou.

Para clientes como os do meu perfil, só resta uma resposta: “Nunca mais compro nada da LG, porque eles não foram amigos.”

Você já teve um “mau relacionamento”? Se importa de contá-lo para nós? Revolte-se!

5 dicas para construir campanhas de marketing efetivas

mar 27, 2006   //   por Serendipidade   //   Marketing / Negócios  //  1 Comentário

(c) yotophoto.comComeço de semana é sempre difícil para o blogueiro. Mas aí vão 5 dicas do Bob Hutchins da Ground Force Network

No título original era chamado de 5 dicas para criação de campanhas que se espalham (graças ao teor inteligente e inspirador). Mas eu acho que o termo “Buzz” (zumbido) é muito bobo e amador, prefiro algo mais profissional e óbvio – porque o marketing efetivo é aquele que se espalha. Mudei um pouco do texto também, porque só copiar não desenvolve a arte da escrita.

5 dicas para criar um marketing efetivo

#1 – Construa a sua campanha utilizando recursos que são apaixonados pelos seus produtos ou serviços. Isso facilitaria a criação de mensagens gostosas de se espalhar boca-a-boca.

#2 – Lute para que cada receptor da sua mensagem se sinta envolvido ou parte de algo mais importante do que o simples fato de consumir um produto. O restante corre por conta da empolgação.

#3 – Crie um local centralizado para que as pessoas venham e adquiram a sua idéia. Um website por exemplo.

#4 – Ofereça ferramentas para facilitar a tarefa de espalhar a notícia para amigos, parentes e outros. Algo como um “mande esta notícia para seus amigos e saia na frente sendo aquele que trouxe a boa nova”.

#5 – Seja sincero, não tente colocar a carruagem na frente dos bois. Se o seu produto ou serviço tem problemas, pra que mentir? Você sabia que os consumidores estão mais inteligentes com o advento da internet? Sendo honesto e dando respostas que convidam a continuar em contato, você poderá manter a boa impressão que toda negócio busca.

Baseado no HOW-TO da página do Word of Mouth Basic Training.

Blog como fonte de negócios

mar 24, 2006   //   por Serendipidade   //   Marketing / Negócios  //  47 Comentários

(c) wikipedia.orgpubliquei diversos textos aqui no Serendipidade sobre o uso dos blogs para negócios ou blogs corporativos, inclusive comentei que estava finalizando o meu livro sobre o assunto.

Direto ao ponto.

Eu escrevi em meados de agosto de 2005 um pequeno texto fazendo referência a uma vassoura feita com garrafas PET, chamada “Vassoura Ecológica“. Minha crítica era que a vassoura deveria se chamar “Vassoura Reciclada“, ou “Vassoura Social“, porque o cabo dela era feito de madeira, ou seja, um cabo que matava as árvores e que transformava a vassoura em anti-ecológica de certa forma. Só isso.

Não imaginava que este post sobre a vassoura seria o ponto de entrada para um mini comércio e/ou fonte de informação sobre como montar o seu exemplar.

Olhem só: (mais detalhes navegue aqui)

Gildázio:construí minha própria máquina para a fabricação dessa vassoura, caso interessar pelo modelo enviarei fotos…

Antônio:Gostaria que voce me mande algumas fotos da maquinas que você idealizou pois estamos precisando de uma. [...] Quero um orçamento…

[... Várias pessoas pediram informações sobre preço, custo, etc...]

Gildázio:Gostaria que as pessoas interressadas pela máquina de fazer vassoura pet, entrem em contato através do meu e-mail, [...] tenho fotos das vassouras para enviar e estou aberto a sugestões (gildazio@…)…

Conclusão:

Perceberam o potencial do blog usado em seus negócios?

Observem que tipo de ferramenta ele se tornou: Um portal de vendas e relacionamento com clientes. Os clientes entram com dúvidas e perguntam mais sobre seu produto e serviço, e você entra com a VENDA!

E com um adicional nesse caso: Se mantendo responsável socialmente.

Páginas:«1...89101112131415»