Visualizando posts com a tag " pequenas e médias empresas"

Nova classificação para os blogs corporativos brasileiros

set 24, 2008   //   por Blog Corporativo   //   Blog Corporativo  //  8 Comentários

Depois de publicar o crescimento da blogosfera corporativa brasileira em 2008 no post anterior fiquei pensando que era preciso colocar um critério simples para separar grandes de micro, pequenas e médias empresas no Blog Corporativo Wiki. Decidi adotar o critério de classificação do BNDES e refiz a distribuição dos blogs corporativos brasileiros.

Agora fica assim:

  • Blogs de CXOs10
  • Blogs de CXOs internos – 4
  • Blogs de Peq&Med Empresas – 170
  • Blogs de Grandes Empresas – 56
  • Blogs no Ensino – 13
  • Blogs de Instituições – 3

Observem que não estou mais quebrando blogs de grandes empresas em “Blogs Corporativos” e “Blogs de Campanhas”. Agora é uma coisa só.

Blogs de associações sem fins lucrativos, órgãos governamentais e públicos ficarão na categoria “Blogs de Instituições”

Benefícios do blog nas pequenas e médias empresas

ago 25, 2008   //   por Blog Corporativo   //   Pequenas Empresas  //  12 Comentários

Continuando meu post anterior, vamos direto ao assunto e explorar os benefícios mais marcantes dos blogs para pequenas e médias empresas (sempre falando do blog aberto ao mercado, não voltado ao público interno da empresa):

Benefícios instantâneos e inerentes:

  • Minha primeira página web – Muitas empresas não possuem website e quando possuem é simples e pouco dinâmico e não oferecem atrativos para que o potencial cliente retorne. O blog será e está sendo a primeira página web de muitos comerciantes.
  • Presença nas ferramentas de busca - O blog ainda é a melhor forma de se colocar melhor em resultados de ferramentas de busca, isso aumenta a visibilidade da empresa e o número de pessoas que acessam esse blog. Lembre-se que tráfego = dinheiro.
  • A Babyslings é uma empresa localizada em Gramado-RS que fabrica e vende carregadores de bebês. Com o blog a empresa recebe um tráfego interessante principalmente por causa das tags utilizadas nos posts. Esse aumento no número de visitas ajuda o tráfego na página principal e, segundo Bettina Lauterbach, que gerencia o blog, o fato de a empresa e o blog focar num nicho de mercado e produto, as oportunidades de venda por meio dessas visitas aparecem aos montes. A empresa tem também uma comunidade no Orkut.

  • Plataforma de relacionamento com o cliente – Além de ser a primeira página web de muitas empresas, o blog é também um o primeiro sistema de gestão do relacionamento com o cliente em muitos casos. Os comentários e toda interação empresa-mercado são mantidos na blog e consistem uma base de informação preciosa sobre seus leitores.

Benefícios ao médio/longo prazo e conectados ao conteúdo:

  • Geração de oportunidades de negócio – A exposição do blog conecta potenciais clientes com a empresa gerando mais oportunidades de venda. Um bom conteúdo alinhado ao seu nicho é a melhor forma de despertar interesse no visitante passageiro e atrair novas visitas.
  • Dominique Machado da Lajedo Casa de Festas e Eventos no Rio de Janeiro-RJ mantém o blog desde maio deste ano e, apesar dos poucos posts feitos e poucos comentários recebidos no blog até agora, ela diz já ter percebido a melhor forma de explorar a ferramenta. Por ter recebido muitos pedidos de orçamento pelo blog (o que já é um benefício e tanto), eles estão ajustando os posts para se adequar a uma nova tendência: o blog de futuros casais. O insight é muito interessante, mas um número de posts um pouco mais agressivo poderá ajudar bastante a acelerar essa nova oportunidade de vender mais serviços.

  • Alavancar o relacionamento com fornecedores e parceiros – O blog pode ajudar a fortalecer o relacionamento com fornecedores bem como pode gerar novas oportunidades de alianças e parcerias estratégicas. Toda empresa tem um pequeno universo de partes interessadas em torno, o blog pode ser o principal conector desse grupo.
  • Quando Roberto Machado da DoceShop buscava fornecedores antes de possuir um blog ele sofria a desvantagem de não poder negociar preços, prazos e quantidades. A empresa, localizada em Ribeirão Preto-SP, recebe em média 4 contatos de fornecedores/parceiros por dia (fábricas, distribuidores, representantes comerciais). A relação se inverteu. Os fornecedores conversam sobre a empresa entre eles e, conscientes da concorrência, já abordam o Roberto com uma proposta que antes era difícil conseguir. Ele vai além: passaram a agenciar novos clientes gratuitamente para esses fornecedores para demonstrar força comercial.

  • Desenvolvimento do produto e/ou serviço – É inevitável que um ou outro cliente vá deixar sua opinião sobre um desses tópicos. Mesmo sendo em baixo volume, não deixarão de ser manifestações reais. A quantidade de comentários recebidos está diretamente ligada ao tráfego do blog, mas não está sozinha: o post inteligente e provocador também atrai comentários.

É importante lembrar que sua empresa não será comentada em outros blogs de forma automática. Antes de ser um blogueiro é preciso ser um leitor de blogs, participar em outros blogs e procurar saber sobre seus concorrentes (mesmo que indiretos ou de uma cidade distante). Ser parte de outras comunidades é garantir que a sua pequena comunidade continue crescendo. Escolha bem seus parceiros e não saia pedindo links, faça com que seus links sejam publicados por merecer.

Sem dedicação não se obtem resultado.

P.S. Se você conhecer mais algum caso que se aplique a um dos pontos acima e quiser dividir fique a vontade.