A velha e conhecida máxima…

nov 29, 2005   //   por Serendipidade   //   Criatividade / Inovação  //  3 Comentários

Todo mundo conhece aquela velha história de “não reinventar a roda e fazer da maneira que dá certo”. Acredito piamente que isso seja mais parecido com “no mundo nada se cria… etc.” do que com algo que leve os méritos por conseqüência da restrição de conhecimento.

É algo assim: Como consultor às vezes utilizo as ferramentas desenvolvidas por pesquisadores e professores de Harvard, Oxford, etc. Não invento moda em torno disso, apenas adapto para a realidade nacional. Aí vc se sente restrito a “copiar” a idéia de certa forma, e se sente inspirado e cheio de idéias para desenvolver… mas PARE! Você deve fazer o que é reconhecido pelo mercado. Você fica amarrado se quiser, se você for inovador a recompensa virá, mas o ambiente é importante.

No final, o mercado não produz (quase) nada, só os acadêmicos que vivem para tal e ganham para isso. Aí aparecem pessoas como Jack Welch, que era um presidente, um lider, e só depois que ele esteve no topo é que se dá crédito.

Acabei escrevendo demais. Eu só queria colocar a revista BusinessWeek ao lado da revista Exame para refletir. Só a imagem… o conteúdo é outra história, e deixo para que vocês descubram.

(c) serendipidade.com

3 Comentários

  • Estava vagando pelo mundo virtual e me deparei com vosso comentário e achei muito interessante e bem escrito. Eu sou um formando em administração pela AESO/PE e gostaria só de acrescentar o seguinte a V.Sa:

    -Infelizmente vivemos num mundo cheio de preconceitos e de protocolos. Por mais criativo e persistente que sejamos, se você não fundamentar (copiar) métodos ditos como bons e esperados dentro de sua profissão, sua credibilidade será questionada e por inúmeras vezes será reprovado ou não contratado só porque você sabe ou queria fazer diferente, então qual a solução? No meu conhecimento ainda ascendente,eu acho que é preciso seguir protocolos sim, porém não pra sempre. Quando chegarmos a um nível respeitável de credibilidade aí sim, devemos mostrar toda nossa criatividade. Infelizmente as coisas são assim. Eu não estou dizendo que é a única forma, só esto querendo atentar que existe um momento certo pra ser criativo e isso não deve ser usado todo tempo.

    Atenciosamente,

    Carlos Brandão Júnior

  • Carlos,

    Boa noite, tudo bem?

    Desculpa, mas não vou comentar,foi uma forma que encontrei de me corresponder contigo, espero. Encontrei um artigo seu na internet sobre Cultura Organizacional-O problema da sucessão na empresa familiar. Por favor, gostaria muito de usar esse artigo. Verifiquei também, que me parece ser uma monografia, seria isso ou apenas um artigo? Caso seja monografia, você poderia me passar o ano de publicação e quantas páginas foram? Assim posso utilizar no meu referencial, pode ser? O ano seria fundamental para mim, bem como o local da realização.

    Grato,

    Att,

    Anderson Cardoso.

    • Ilustre Anderson

      Será um prazer fornecer-lhe as informações necessárias para você utilizá-lo, peço-lhe que mande uma cópia para mim através do http://www.administradores.com.br (deixe um post se possível.

      Este trabalho foi minha monografia que transformei em artigo, foi escrita em 2006 em Olinda, Pernambuco.

      Abaixo segue um link para você ler o resto dos meus artigos.

      http://www.administradores.com.br/catbbj

      Atenciosamente,

      Carlos Brandão Jr

Escreva um comentário