Visualizando posts com a tag " livro"

Livro Estratégia em Mídias Sociais em falta

jun 15, 2011   //   por Fabio Cipriani   //   Estratégia em Mídias Sociais  //  Nenhum comentário

UPDATE: A editora me informou que já está fazendo uma nova impressão e até o final deste mês a situação estará regularizada.

Recebi alguns emails e estive visitando algumas livrarias no final de semana e constatei que o livro está em falta. Depois naveguei no site de diversas livrarias e muitas delas dizem que o livro está esgotado. Posto os links que eu pesquisei para mandar para a editora abaixo.

Hoje falei com a editora para saber o que está ocorrendo e eles me informaram que vão regularizar a disponibilidade em breve. Aparentemente tivemos um problema de planejamento logístico (desculpem pelo consultês!). Por outro lado fico feliz por ver a demanda excedendo a expectativa da própria editora.

Meu muito obrigado aos leitores! Aos que estão esperando para conseguir sua cópia, aguentem um pouco mais e desculpas!

Lista de editoras pesquisadas e status (apenas lojas online):

Ainda tem o livro em estoque (informação do site, pode estar errado):

Não possuem o livro em estoque, mas consta no sistema:

Não possuem o livro em seu catálogo ainda:

 

Elogios ao “Estratégia em Mídias Sociais”

mai 31, 2011   //   por Fabio Cipriani   //   Estratégia em Mídias Sociais  //  4 Comentários

O trabalho para realização do “Estratégia em Mídias Sociais” reuniu diversas entrevistas e contou com a participação de diversos executivos no Brasil e fora dele. Do planejamento até o lançamento do livro foram mais de 3 anos em um longo processo de pesquisa e análise de diversos autores e notícias.

Trabalho no varejo há mais de 30 anos e sou do tempo em que “agradecíamos” aos poucos clientes que reclamavam. Isso porque reclamar era tão difícil e trabalhoso que esses clientes demonstravam uma verdadeira preocupação com a empresa. Elogiar então era praticamente impossível, a não ser que fosse no “boca a boca”. Hoje o mundo mudou drasticamente com a internet, com o consumidor 2.0 e com as redes sociais, seja porque ficou muito mais fácil reclamar, elogiar e postar no Twitter, Orkut e Facebook, seja porque esta nova geração tem “menos constrangimento” de reclamar e se posicionar. O problema é que o impacto torna-se exponencial e incalculável. Por isso, cuidar do que falam de você e de sua empresa nas redes sociais passou a ser tão importante e crucial neste momento e para o futuro. Neste livro, Fábio nos fala desse cuidado, da importância e da força desse canal de comunicação e por que todos devem estar cientes e conectados, pois se você não se cuidar e planejar o seu futuro terá de enfrentar o futuro que vier… e, garanto, não será bom! De forma simples, direta e transparente, você encontrará neste livro os caminhos para se adequar e adequar a sua empresa para essa nova realidade, por isso… corra, você já está atrasado.

HUGO BETHLEM, VICE-PRESIDENTE EXECUTIVO DO GRUPO PÃO DE AÇÚCAR

A simplicidade é uma virtude das mais caras. Parabéns a Cipriani, que nos presenteia com um livro simples sobre um tema tão complexo e cheio do calor da realidade. As redes sociais provocam uma revolução no comportamento, inquietam famílias, empresas e organizações, e só mesmo o tempo poderá revelar o que as conexões digitais nos provocam. O livro de Cipriani tem a sofisticação de um olhar que já parece ter esse distanciamento histórico. É uma leitura de referência e de prazer para todos aqueles que são, direta ou indiretamente, impactados pelas redes sociais.

JOÃO BATISTA CIACO, DIRETOR DE PUBLICIDADE E MARKETING DE RELACIONAMENTO DA FIAT PARA A AMÉRICA LATINA

O novo livro de Fábio Cipriani é um guia sobre como as empresas podem utilizar as mídias sociais de forma estratégica e com bons resultados. É uma espécie de livro de cabeceira para quem quer estar on-line sem deixar de dar atenção a itens importantes como segurança, ética e riscos. Desde que a Web 2.0 surgiu passamos por mudanças de comportamento, consumo e confiança, e o Fábio soube abordar de forma clara essas atualizações, inclusive tratando a comunicação corporativa como um elemento-chave para o sucesso de programas on-line, além de trazer exemplos práticos de ferramentas e cases. Esta obra deve ser um documento de consulta para todas as empresas.

RONALD MINCHEFF, PRESIDENTE DA EDELMAN NO BRASIL

Mais do que um livro sobre mídias sociais, Cipriani faz uma análise apurada das grandes transformações impostas pela nova sociedade digital, sejam elas no campo das relações pessoais ou nas novas oportunidades de fazer negócio pelas empresas. Seu foco é como as empresas podem usar as mídias sociais de forma estratégica. É um conteúdo riquíssimo para estudantes e profissionais de comunicação, marketing e administração corporativa. A nova estrutura de poder entre cliente e fornecedor, a dinâmica e o comportamento desse novo ambiente de negócios, os novos canais de comunicação, tudo isso é amplamente discutido, jogando por terra conceitos antigos que ainda perduram em muitas empresas, que parecem que ainda não entenderam as novas forças da sociedade. Como o próprio Cipriani afirma, ele “pega o touro pelos chifres”, ou seja, ele não teoriza o assunto “mídias sociais”. Sua abordagem é repleta de experiências práticas de mercado, tornando-se uma ferramenta indispensável para todos aqueles que estudam e decidem a respeito de mídias sociais no ambiente corporativo.

MAURO SEGURA, DIRETOR DE MARKETING E COMUNICAÇÃO DA IBM BRASIL

No universo dos pensadores digitais, onde existem muitos geeks e poucos estudiosos, afirmo com muita convicção que Fábio Cipriani faz parte da segunda categoria de pensadores que se debruçam com profundidade sobre o assunto. O primeiro livro dele, lançado em 2006, foi um grande marco na literatura de negócios digitais e inspirou muitos profissionais. Na época, todo time de executivos da área digital da Tecnisa leu e releu o livro Blog corporativo. Nós nos destacamos muito nos últimos anos como uma empresa 2.0, e parte de nosso sucesso creditamos aos  ensinamentos de Cipriani. Ao ler este livro fiquei embebedado novamente com os conceitos, exemplos e, sobretudo, com a leveza como ele discorre. Não há como não ler sem ficar viciado no conteúdo. Será o livro referência dos meus alunos nos próximos semestres.

ROMEO DEON BUSARELLO, PROFESSOR DE MBA E PÓS-GRADUAÇÃO DA ESPM E INPER/IBMEC E DIRETOR DE INTERNET DA TECNISA

Desde o início da humanidade, as pessoas se comunicam. O que mudou nesse período foram os meios, e as mídias sociais intensificaram ainda mais esse processo. O autor conseguiu expressar de forma muito clara e didática essa dinâmica nesse novo meio, tornando a leitura sobre o tema agradável e prazerosa.

FERNANDO MIGRONE, GERENTE DE MARKETING DA NOKIA

Didático, esclarecedor e, acima de tudo, desafiador. O livro ajuda muito a qualquer executivo que queira se preparar para lidar com esse ainda misterioso e intrigante mundo das mídias sociais.

JOSÉ MARQUES DE LIMA, PRESIDENTE DA BB TURISMO

É um livro com o selo de qualidade Cipriani. Claro e didático, sem perder a inspiração mágica de discorrer sobre um tema que ferve nosso sangue hoje: como a sociedade, a economia e as empresas lidam com redes sociais. Em 2004, nossa agência foi a primeira a optar por ter um site em formato de blog. Seríamos outsiders ou visionários para a época? Na sequência, Cipriani lançou o livro Blog corporativo, e este ratificou ainda mais a certeza de que havia todo um mercado para vender ideias e que as empresas poderiam entrar no diálogo das redes de uma forma relevante e próxima de seus clientes. Parabéns, Cipriani, que mais uma vez vislumbra a possibilidade de tornar perene uma história tão recente, o advento das redes sociais. Somos altamente impactados por essa solidariedade que o autor dedica à história – escrever sobre o efêmero e digitalmente revolucionário.

GUSTAVO FORTES, SÓCIO DA AGÊNCIA ESPALHE MARKETING DE GUERRILHA

O Fábio conseguiu reunir em seu novo livro os conceitos fundamentais para quem quer entender melhor o uso das Redes Sociais. Seu livro tem o suporte adequado de pesquisas de mercado e uma forte fundamentação acadêmica, além de ótimas entrevistas com renomados profissionais do mercado. E tudo com um ritmo fluído e uma linguagem leve e agradável, como uma boa conversa no café ou em uma de suas palestras.  Absolutamente indispensável para estudantes e profissionais. Parabéns!

MARCO BARCELLOS, DIRETOR DE MARKETING & RELAÇÕES PÚBLICAS, CISCO SYSTEMS

Update sobre meu livro parte 2

abr 19, 2010   //   por Blog Corporativo   //   Blog Corporativo  //  8 Comentários

No post anterior falei mais da primeira parte do livro. Segue então, no resto deste post, a visão da segunda parte do livro que fala mais diretamente de estratégia em Mídias Sociais.

Em uma bela figura de guarda-chuva, eu incluo todos os ingredientes do que considero parte de uma estratégia: objetivos, abordagens, dimensões e os canais, que são as próprias mídias sociais. As dimensões consistem de 7 elementos que devem ser levados em conta quando da preparação de uma nova estratégia e para a manutenção da mesma. Não vou revelar os 7 elementos, mas em breve vocês saberão. Cultura & pessoas e Tecnologia são 2 deles, posso adiantar. As abordagens (que já mencionei no post anterior) devem ser amarradas com os processos já existentes na empresa ou novos processos que adequam o modo de trabalhar com as mídias sociais.

Vem então um belo capítulo de ROI em mídias sociais, um trazendo exemplos brasileiros que se relacionam com cada uma das dimensões estratégicas apresentadas anteriormente (7 cases mais um “bonus”), e um curto epílogo com um pé no futuro.

O livro está pronto. 5 meses escrevendo e arrematando as últimas entrevistas no Brasil. Quase 2 anos de pesquisa e amadurecimento. Falta só publicar, mas ainda falta um pouco para chegar às livrarias. Se tudo correr bem em 2 meses, senão em 3.

Agora preciso pensar no que fazer com os meus blogs. Tenho pensado em unificar tudo. Idéias são bem vindas.

Update sobre meu livro de estratégia em mídias sociais

abr 5, 2010   //   por Blog Corporativo   //   Blog Corporativo  //  2 Comentários

Estou na reta final para finalizar meu livro que terá cerca de 15 capítulos em duas grandes partes, além da introdução e alguns apêndices básicos. E fiz este post porque quero ir transmitindo pouco a pouco aos leitores do meu blog o que vocês podem esperar do livro em termos de conteúdo. Quem sabe para ir despertando o interesse e, ao mesmo tempo, já ir esquentando os motores das discussões.

Dentro da primeira parte, “Entendendo o novo mundo social”, além de introduzir um novo ciclo de vida do cliente para as empresas, eu uso o mesmo para explicar os tipos de abordagem que uma empresa poderia usar ou usufruir, relacionados com as mídias sociais. Durante a explicação dos passos desse novo ciclo, eu discuto sociologia, ciência do consumo, neurociência, individualismo, outras picuinhas e acabo falando de 5 grandes abordagens que eu considero cobrir 100% de tudo o que pode ser feito nas mídias sociais dentro do mundo corporativo:

  • Monitoramento
  • Marketing colaborativo
  • CRM Social
  • Inovação colaborativa
  • Empresa 2.0

Abordagem é livre, a criação ou combinação vai até onde os processos das empresas podem ser transformados em “processos sociais” de alguma forma. Essas são as minha 5 abordagens possíveis. Invente a sua.

Em outro post eu falo mais da parte de estratégia.

Meu último post no Serendipidade era o texto que comecei fazer para o capítulo de encerramento do livro, mas ao reler achei muito catastrofista e pessimista. Resolvi largar mão e postar no blog. Vale a reflexão. Entra lá e me diz o que acha.

Em desenvolvimento…

nov 24, 2009   //   por Blog Corporativo   //   Blog Corporativo  //  3 Comentários

Hoje que este blog completa a marca de exatamente 1 mês sem post, venho contar a vocês as últimas peripécias do desenvolvimento de um livro de estratégia em mídias sociais.

  • No último dia 7 participei do Intercon 2009. Fui lá muito pelo networking mas fui brindado com palestras interessantes e ricas em conteúdo, ganhei conhecimento. Porém pouco se falou de mundo corporativo. O “livreiro” Juliano Spyer me ajudou muito na conexão com hubs importantes do cenário: Manoel Lemos, Bruno Medeiros, Michael Nicklas, entre outros. Começo a botar um pouco de Brasil no conteúdo.
  • Dois dias antes fui conversar com a Thiane Loureiro lá na Edelman, onde tivemos uma agradável conversa sobre a nossa percepção das marcas como pessoas como nós mesmos e variantes do mesmo tema. Enriquecedor e uma boa dose de conteúdo no futuro capítulo 3: “O novo consumidor social”.
  • Ao mesmo tempo iniciei um bate papo com Ed Moran que está escrevendo um livro sobre o humano 1.0 a ser lançado na primavera Americana em 2010 sob o título provisório de “A empresa hiper-social”.
  • Andei fazendo algumas palestras e conhecendo mais gente, principalmente executivos de empresas que dividem comigo suas percepções atuais. Tá tudo no meu caderninho.
  • No próximo passo estarei no Café Aberje nesta sexta-feira (27/11). Realizado pela Aberje e CPFL em Campinas, o tema será Redes Sociais e dividirei o debate com Marcelo Coutinho, Caio Túlio Costa e Sergio Amadeu.

Taí, espero não estar devendo nada. Mas pior que estou. Próximo post será sobre a evolução do blog corporativo no Brasil, pra fazer par aos meus posts dos anos anteriores (e que venceu em setembro).

Compulsão de informação

out 13, 2009   //   por Serendipidade   //   Marketing / Negócios  //  2 Comentários

Na minha vida de gerente sempre enfrento dessas questões fundamentais da vida corporativa: será que sou bom líder? será que gerencio equipes efetivamente? será que gero os resultados esperados? e assim por diante.

Ultimamente tenho lembrado bastante dos ensinamentos do Sr. Marshall Goldsmith no seu livro “What Got You Here Won’t Get You There: How Successful People Become Even More Successful” – não sei o título em português. Tem esse lance da compulsão de informação que achei espetacular e acho que vale compartilhar. Aliás, no livro, esse “lance” é a base de todos os 20 maus hábitos dos business people

Tudo começa na nossa inata necessidade de sempre ganhar.

Que aliás, interefere muito mais na nossa vida do que nos numerosos 20 maus hábitos.

Mas voltando ao assunto para ser breve, devido a essa necessidade inexplicável e arrogante de sempre querer ganhar, acabamos por ter compulsão de informação, ou seja, a todo momento que alguém nos apresenta algo bom, ou nos critica construtivamente, sempre temos que achar um jeitinho de complementar: “ah, isso eu já sabia!”, ou “acho que está bom, porém, se mudar assim, assim e assado…”. Quando fazemos isso estamos dividindo informação sem necessidade.

O Sr. Marshall nos adverte: CALEM A BOCA quando algo assim aparecer. Digam apenas “Obrigado!”, ou “Que ótimo, não tinha visto isso!”. E ponto.

Informação em excesso só atrapalha. Pratiquem isso no dia a dia. Vale a pena (e olha que quem me conhece sabe que eu tenho ódio mortal de livros de auto-ajuda, por isso, valorizem essa opinião).

Social é centrado em pessoas e não em tecnologia

set 27, 2009   //   por Serendipidade   //   Marketing / Negócios  //  2 Comentários

Estou todo feliz e contente pesquisando o comportamento humano para entender melhor esse tal de ser humano nas relações interpessoais e vida em comunidade.

Quando estava bolando o conceito de CRM Social já dizia que clientes são, antes de mais nada, pessoas. Por isso fiz minha teoria estratégica em torno das pessoas e não em torno da tecnologia, web 2.0, mídias sociais, ou seja lá qual for o nome de qualquer website que promove conexão entre humanos.

Aí vem meu caro amigo Mauricio e me manda esse link perguntando se eu não gostaria de explorar essa idéia no meu novo livro. FUCK THAT! (foi minha reação). Se trata simplesmente de um novo livro americano no forno e que se centrará no Humano 1.0 ao invés de na Web 2.0. Um dos autores trabalha na mesma empresa que eu. E eles tem muito mais acesso a recursos como CMOs e cientistas. De qualquer forma eu recomendo e estarei esperando pela publicação com água na boca, só que eu quero publicar antes deles!

A metodologia de estratégia do meu livro é centrada na idéia de que só entendendo o comportamento e os perfis de usuários online e seus diferentes canais de comunicação que uma empresa consegue trilhar seus caminhos no mundo das mídias sociais.

Enfim. Em breve todos nós teremos muita gente falando nisso! Evviva!

Crowndsourcing – o livro oficial

set 19, 2008   //   por Blog Corporativo   //   Blog Corporativo  //  Nenhum comentário

Só para constar: Acaba de ser lançado o livro do cara que inventou o termo “Crowdsourcing” em 2006. Crowdsourcing: Why the Power of the Crowd Is Driving the Future of Business por Jeff Howe. Resta saber se o tema é apresentado com sólidos estudos de caso que consigam fazer aquilo que todos querem: mostrar a cor do dinheiro. No caso do tema em si, espero que o livro ajude os executivos entenderem qual é o motor que faz o crowdsourcing funcionar (motivadores).

2a Edição!

ago 26, 2008   //   por Blog Corporativo   //   Blog Corporativo  //  3 Comentários

A 2a. Edição ainda não chegou oficialmente nas livrarias (o livro sai da gráfica dia 28/08) mas já é possível comprar online por uma delas (pré-venda). A Livraria Cultura, por exemplo, já disponibiliza a compra com promessa de entrega em 5 dias úteis.

A capa não mudou pois, como disse em um dos posts anteriores:

A maçã (o mercado – detentor da informação e dos desejos) ainda continua sua saga de tentar se comunicar com as laranjas (as empresas – que fingem que a conversa não é com ela se comportando de forma fechada e azeda, às vezes amarga)

Atenção ao aviso amarelo do canto superior direito da nova capa: “2a EDIÇÃO – Revisada e ampliada“.

Capa Blog Corporativo 2a edição

Blog Corporativo 2a. edição

ago 12, 2008   //   por Blog Corporativo   //   Blog Corporativo  //  7 Comentários

Hoje o livro foi enviado para a gráfica. O processo atrasou um pouco porque felizmente o Brasil, mais do que ler livros, também está publicando de montão.

Já se passaram 5 meses desde que comecei trabalhar na revisão do texto e no novo capítulo. Mais tempo que levei para escrever o livro em 2006. Impressionante como o estudo de caso consumiu bastante tempo de trabalho, pesquisa e sincronização da minha agenda com a dos entrevistados com uma diferença de fuso horário de 5 horas. A prática pode ser a melhor forma de aprendizado, mas produzi-la é extenuante. Entendo que nesse caso é necessário.

Aos leitores que me escreveram perguntando sobre o lançamento, o meu muito obrigado pela espera. Falta pouco para passar os 15 dias prometidos pela gráfica. UPDATE: Está prometido para vir da gráfica dia 28 de agosto.

Assim que o livro chegar nas livrarias eu grito por aqui.

Abraços a todos

Páginas:1234567...15»