Embalagem para embalar

out 28, 2005   //   por Serendipidade   //   Marketing / Negócios  //  1 Comentário

(c) serendipidade.comQuem não lê embalagens de produtos? Acho que em um café da manhã sentado à mesa, ao menos 4 em cada 5 pessoas pegam a margarina, o achocolatado, o pacote de torradas ou qualquer outra coisa para ler.

E a embalagem pode embalar as vendas, embalar sonhos de consumo, embalar desejos, embalar a busca por pessoas desaparecidas, ou simplesmente (na sua função básica), embalar o produto.

Quanta coisa podemos contar para nossos consumidores? Milhares. Poesia, utilidade pública, promoções, fatos nutricionais, dicas e outra infinidade de assuntos.

A água mineral Lindoya fez a sua parte. Botou uma foto bonita e despejou uma historinha:

“A Serra da Mantiqueira filtra naturalmente as águas que penetram lentamente em seu subsolo, através das longas e tortuosas fendas de imensa camada de rochas gnaisses, purificando e enriquecendo-as naturalmente de minerais variados, especialmente de bicarbonato de cálcio e magnésio. Afloram à superfície puras e cristalinas e são cuidadosamente captadas tal e qual a natureza as criam.”

Qual é a sua sensação?

Sei que o gosto não era muito bem de água mineral pura. Em todas garrafinhas de água do tipo “feitas para empresas” eu sinto gosto de plástico. Mas a embalagem deve ter enganado quem comprou, tanto pelo formato moderno, quanto pela história.

1 Comentário

  • Realmente engana mesmo. Ao ler o texto o consumidor viaja e acha que está tomando a água mais pura do mundo.

    O problema é que na hora da compra ninguém lê. Acabam lendo quando estão tomando a água, no seu caso no café da manhã. Mas também poderia ser andando no ônibus, com a garrafinha em mãos.

    De qualquer maneira, já tomou da água para perceber que ela não tem este gosto tão puro quano a embalagem vende.

    No caso de embalagens, esse tipo de informação, a pureza, deveriam ser transmitidas de uma maneira mais instintiva, que requisitasse menos atenção do usuário.

    Um bom sábado.

Escreva um comentário