Estratégias polêmicas não são novidade

jan 3, 2006   //   por Serendipidade   //   Marketing / Negócios  //  3 Comentários

(c) capitalgaucha.com.br/poli_position

Lendo o blog Business Opportunities Brasil da Cris Zimermann deparei com a propaganda (outdoor) acima, de uma confecção e loja de roupas do sul do Brasil.

(c) serendipidade.comAchei interessante porque não é a primeira vez que vejo algo do gênero. Ao lado tenho uma foto de uma campanha publicitária denominada “Super Fuck – Fuck 2001″, feita em cartões postais que obtive no ano novo 2001/2002 em Praga.

Não sei do que se trata porque não entendo o que está escrito, mas achei a campanha um pouco impressionante pela ousadia. Nada tão assustador para um país que está vivendo uma onda liberal após um período conturbado na sua história, e indubitavelmente marcante.

Tirando o fato da não originalidade da peça, aqui no Brasil, usar propagandas com teor polêmico não é novidade. Durante o período em que o Brasil recebe o circo da Fórmula 1, é muito comum vermos outdoors das casas noturnas dedicadas a serviços “especiais”. Logicamente a prefeitura veta alguns, retira outros, mas a peça já foi lançada e comentada em todos jornais, gerando o efeito Buzz Marketing, que também serviu para o caso acima.

(c) ultimosegundo.ig.com.brPonto para o Marketing… Com ou sem polêmica, ele acaba chamando a atenção.

Efeitos de um mundo conectado e sexualmente estampado na TV, revistas e jornais? Morte da capacidade criativa? Ou simplesmente nós mesmos sendo enganados (e impressionados) porque somos assim, politicamente corretos na aparência e sujos (o interesse por causas “proibidas”) por dentro?

3 Comentários

  • É Fábio, ser honesto é mesmo o grande mito de todos nós. Enchemos a boca pra falarmos em honestidade, moral, princípios etc, esquecendo-nos que a ética pode adquirir cunho bastante pessoal.

    Quem de nós admitiria a ‘sujeira interna’ integralmente?

    A Bruna Surfistinha! Uma puta garota feliz e ‘esperta’, pois o faz em proveito próprio, é claro, porém,com menos máscaras. Marketing é tudo!

    A história de vida dela não serve de exemplo para muita gente, mas para essas pessoas nem depois de toda ‘fuck’ e ‘buzz’ do mundo vão aprender.

    Gostei do post, sucesso! 2006 a todo vapor, mas é dessa ‘sauna’ que a gente gosta e vive.

    []s

  • Eu só vi os outdoors nas ruas de Florianópolis, por isso acabei vendo só o “fuck you 2005″. Mas me contaram que era uma sequência. Acredito que para anúncios onde a sequência tem muita importância, deveriam ser feitos como a Neogama fez para o Bradesco recentemente (infelizmente não lembro a revista onde foi anunciado).

    Achei o seu último parágrafo excelente. Acredito que anúncios como estes ao invés de serem criativos estão sendo é muito pouco criativos. É uma criatividade pobre, sem conteúdo e superficial.

    Feliz Ano Novo.

  • wellbutrin causes hair loss
    Estratégias pol&#…

Escreva um comentário