Para onde vai o olho?

dez 26, 2007   //   por Serendipidade   //   Marketing / Negócios  //  2 Comentários

mpl.nlOs chamados estudos de “eye-tracking” são muito utilizados por agências e departamentos de marketing para identificar o que as pessoas olham primeiro num anúncio. O blog Virtual Hosting divulgou 23 lições aprendidas nesses estudos no que diz respeito ao design de um página web. Traduzindo:

  1. Texto atrai mais atenção que figuras ou gráficos.
  2. O movimento inicial dos olhos se concentra no canto esquerdo superior da página.
  3. Usuários inicialmente olham para a porção superior esquerda da página antes de mover para baixo e para a direita.
  4. Leitores ignoram banners.
  5. Formatação e estilos de fonte sofisticados são ignorados.
  6. Mostre números e não números por extenso.
  7. O tamanho da fonte influencia o comportamento do observador.
  8. Usuários só olham para o sub-título se for interessante a eles.
  9. Pessoas geralmente rastreiam porções mais baixas da página.
  10. Parágrafos curtos funcionam mehor que os longos.
  11. Formatos de uma só coluna funcionam melhor na fixação dos olhos que formatos multi-colunas.
  12. Propagandas na área superior esquerda da página irão receber mais fixação dos olhos.
  13. Propagandas colocadas ao lado d melhor conteúdo da página são vistos mais freqüentemente
  14. Anúncios de texto são vistos com mais atenção na maioria das vezes que os outros tipos.
  15. Imagens maiores chamam mais atenção.
  16. Rostos nítidos nas imagens atraem mais fixação dos olhos.
  17. Títulos atraem os olhos.
  18. Usuários gastam bastante tempo olhando botões e menus.
  19. Listas seguram a atenção do leitor por mais tempo.
  20. Grandes blocos de texto são evitados.
  21. Formatação pode chamar a atenção.
  22. Espaço em branco é bom.
  23. Ferramentas de navegação funcionam melhor quando colocadas no topo da página.

Algumas das sugestões acima são melhor entendidas quando lemos a explicação na página de origem.

2 Comentários

  • Voltou com força total, hein?!

    Muito bacanas essas “dicas”… ainda que essa coisa de “olho” pareça meio ficção-científica…

    Às vezes fico pensando quais são os limites disso tudo… por exemplo, se algum dia dominarmos todo o comportamento humano, suas reações e desejos, e dermos ao homem só o que ele quer e deseja e precisa, não haverá mais espaço para o sofrimento, para o vazio, para a angústia, para a falta… E aí o desejo acaba, se o Freud e cia estiverem certos sobre a falta levar ao desejo…

    Há um conto do Balzac mais ou menos sobre isso… é longo, mas vale a pena… chama-se “A pele de Onagro”… Um homem encontra uma pele que realiza todos os seus desejos… mas ela “encolhe” sempre que um desejo é realizado, e ele sabe que morrerá quando ela tiver desaparecido…

    Não conto o resto… Afinal, estamos falando de estimular o desejo, não?! rsrsrs!

    Feliz 2008 pra vc!!!

    • Oi Rebecca,

      Feliz 2008 para vc tb!

      Obrigado pela dica de leitura (já tinha ouvido falar dele).

      Acho que nunca as empresas vão suprir 100% dos desejos humanos, porque o mecanismo orgânico é mais complexo que isso. Vide os ricos que podem ter o que querem mas sempre querem algo diferente (nem sempre material).

      Segundo a psicanálise, o desejo deve sempre circular, mudar de foco, isso é saudável. Todos nós temos uma falta que nunca é suprida.

      Abraços, Fabio

Escreva um comentário