Batalha nas midias sociais

nov 16, 2009   //   por Serendipidade   //   Marketing / Negócios  //  3 Comentários

Li uma notícia na Financial Times já há um bom tempo sobre a batalha travada pelas empresas em busca de atenção no mundo das mídias sociais. Porém a busca de atenção em si não era o mais marcante. O que chamou minha atenção foi o insight de que os grandes grupos controladores de marcas poderosas e conglomerados corporativos complexos, já não estavam preocupados em falar com o público em geral por meio das mídias sociais. Os seus produtos ou linhas de produtos é que estão falando mais alto.

Foram citados exemplos da Ford, a qual já partia para criação de comunidades online para cada linha de veículo, e não mais para a marca Ford em si.

É como se fosse uma tentativa de tribalização dos consumidores de determinada “sub-marca” de algo maior e menos próximo do cliente final.

Isso não é novidade. Os próprios clientes já criaram essa segmentação quando decidiram criar a comunidade de fãs da Barbie no Facebook. Isso também já acontecia em divisões geográficas para empresas multinacionais (Twitter da Empresa EUA, Brasil, Itália, etc.).

Com isso, mídias sociais de um produto podem ser mais bem sucedidos que aqueles de marcas. Pior, colocar a presença de uma empresa nesse contexto ganha mais uma variável estratégica para ser analisada quando da decisão de entrar no vasto mundo social online. Junte essa com a identificação de perfis, escolha do canal social online, tática de métricas para medir o sucesso e preparação da equipe para a empreitada, e você tem um belo cenário complexo e traiçoeiro dos mares sociais.

3 Comentários

  • Esse post é uma lufada de ar fresco na mesmice dos debates atuais. Estou torcendo pelo seu próximo livro, principalmente se tiver alguma discussão envolvendo consumo, minha área de interesse.
    Sucesso!

  • Interessante o seu exemplo sobre o ramo automotivo (Ford). Pelo menos aqui no Brasil, a mobilização dos usuários para a criação de comunidades em torno de veículos é enorme. E quase sempre sem nenhuma ajuda da fabricante. Por exemplo, existem grandes comunidades (Ou Clubes, como eles chamam!) sobre o VW Gol, Ford Ka, Chevrolet Celta e etc… extremamente ativos, inclusive nas ‘redes sociais’. E muitos organizam até encontros semanais para troca de idéias… Com certeza essa é uma tendência vai se concretizar cada vez mais!

    • Eu mesmo faço parte, ou pelo menos olho um deles. E dizem que o fórum tem o patrocínio da montadora…

Escreva um comentário