Visualizando posts com a tag " mídias sociais"

Update sobre meu livro de estratégia em mídias sociais

abr 5, 2010   //   por Blog Corporativo   //   Blog Corporativo  //  2 Comentários

Estou na reta final para finalizar meu livro que terá cerca de 15 capítulos em duas grandes partes, além da introdução e alguns apêndices básicos. E fiz este post porque quero ir transmitindo pouco a pouco aos leitores do meu blog o que vocês podem esperar do livro em termos de conteúdo. Quem sabe para ir despertando o interesse e, ao mesmo tempo, já ir esquentando os motores das discussões.

Dentro da primeira parte, “Entendendo o novo mundo social”, além de introduzir um novo ciclo de vida do cliente para as empresas, eu uso o mesmo para explicar os tipos de abordagem que uma empresa poderia usar ou usufruir, relacionados com as mídias sociais. Durante a explicação dos passos desse novo ciclo, eu discuto sociologia, ciência do consumo, neurociência, individualismo, outras picuinhas e acabo falando de 5 grandes abordagens que eu considero cobrir 100% de tudo o que pode ser feito nas mídias sociais dentro do mundo corporativo:

  • Monitoramento
  • Marketing colaborativo
  • CRM Social
  • Inovação colaborativa
  • Empresa 2.0

Abordagem é livre, a criação ou combinação vai até onde os processos das empresas podem ser transformados em “processos sociais” de alguma forma. Essas são as minha 5 abordagens possíveis. Invente a sua.

Em outro post eu falo mais da parte de estratégia.

Meu último post no Serendipidade era o texto que comecei fazer para o capítulo de encerramento do livro, mas ao reler achei muito catastrofista e pessimista. Resolvi largar mão e postar no blog. Vale a reflexão. Entra lá e me diz o que acha.

CRM Social na mão de quem?

mar 1, 2010   //   por Blog Corporativo   //   Apresentações/Pesquisas  //  2 Comentários

Semana passada estive palestrando no 1o. Seminário Nacional de Redes Sociais e CRM Social. Vocês podem ler a respeito dos principais assuntos discutidos com destaque para o que os palestrantes apresentaram aqui. Para mim foi uma grande honra dividir a palavra com Romeu Busarello, diretor de Internet da Tecnisa, o qual deu uma verdadeira aula de Marketing nos novos tempos em que vivemos.

Mas ao mesmo tempo fiquei desapontado por ver o despreparo de outros. Com abordagens rasas baseadas em dicas que qualquer pessoa encontra da Internet e sem visão estratégica, nós ainda seguimos aprendendo devagar o melhor caminho para o sucesso.

Doeu ouvir de um dos palestrantes o seguinte: O retorno sobre o investimento é complicado de medir, na verdade ninguém sabe muito bem como fazer, nem a gente. Que tipo de lição a audiência vai carregar? Não é à toa que em todo evento sempre tem alguém perguntando a respeito disso. Inesquecível.

Pesquisa mídias sociais nas empresas do Brasil

fev 23, 2010   //   por Blog Corporativo   //   Apresentações/Pesquisas  //  5 Comentários

Estou trabalhando em uma pesquisa na Deloitte para mapear o uso de mídias sociais pelas empresas no Brasil. A idéia é capturar informação de empresas de pequeno, médio e grande porte (empresas com faturamento acima de R$5 milhões anuais) e de todos os setores da economia. A pesquisa vai até a próxima semana e o relatório deverá estar pronto para ser divulgado na primeira semana de abril.

Ao participar dessa pesquisa, a empresa receberá, gratuitamente, um relatório com a análise dos resultados consolidados do levantamento. Todos os dados apurados terão tratamento confidencial, sendo tabulados e analisados apenas por profissionais da Deloitte e consolidados com as demais empresas participantes da pesquisa.

Se você conhece alguma empresa que estaria interessada em responder o questionário eletrônico, ajude a divulgar e utilize o link abaixo para acessar:

http://bit.ly/pesquisadeloitte

Redes sociais, CRM Social e Relacionamento com clientes

fev 22, 2010   //   por Blog Corporativo   //   Apresentações/Pesquisas  //  Nenhum comentário

Nesta quarta, dia 24, acontece um seminário sobre as mídias sociais usadas para promover o relacionamento com clientes. Com a presença de representantes do Grupo Pão de Açúcar, Deloitte, Sky, Avon, Tecnisa,  Eletropaulo, entre muitas outras organizações, as discussões vão girar em torno do impacto e das providências a serem tomadas a respeito do uso das mídias sociais (Orkut, Twitter, Facebook, etc) no dia-a-dia e nos negócios das empresas.

Na minha palestra, que começa as 11 da manhã, vou falar de “Estratégias de marketing e de relacionamento aproveitando as redes sociais”. Veja o programa completo no link acima.

Além de CRM Social e Marketing Colaborativo, vou aproveitar a oportunidade para discutir uma abordagem que estamos desenvolvendo na consultoria sobre retorno sobre investimento no uso das mídias sociais. Complicado e polêmico. Complicado porque empresas não sabem sequer medir o retorno do marketing tradicional eficientemente, o que dirá de mídias sociais. Polêmico porque existem hordas de profissionais que pregam que não se mede retorno de um meio (mídias sociais como meio de comunicação).

Resultados aqui no blog mais tarde nessa semana.

Empresas do futuro: conectadas e sociais

dez 21, 2009   //   por Serendipidade   //   Marketing / Negócios  //  Nenhum comentário

A frase acima pode até ser verdadeira, mas isso está longe de acontecer.

  • Primeiro porque os executivos não possuem visão estratégica sobre as mídias sociais. Não sabem o que podem ou não podem ganhar ou perder no curto, médio e longo prazo.
  • Segundo porque ainda consideram a ferramenta um canal exclusivo de marketing, e que deve ter criativos e jovens para criar, conectar e gerar resultado. Se mídias sociais são relacionamento, tem mais coisa a ser considerada nesse mundo.

Tudo o que acontece nas mídias sociais e que se relaciona com sua marca é uma informação que, somada às informações de outros consumidores, produz um conteúdo valioso que serve tanto para extrair idéias quanto para agir em cima dando suporte ou orientação. Tudo o que acontece é uma oportunidade.

Aí vem a empresa, contrata uma agência e pede que eles criem uma ação social online. Eles fazem. Tem começo meio e fim. Produz resultados bons. Até suporta um ou outro cliente. Mas ao acabar tudo, NADA fica na base de relacionamento da empresa contratante. Nem parece que tanto se falou sobre a marca. Nem mesmo as equipes internas da empresa possuem consciência do que se passou. As dúvidas, reclamações e elogios são conhecidos pelos profissionais que sentaram na linha de frente e eles não são da empresa.

Não sou contra contratar agências. Sou contra deixar de pensar em processos. Processos que conectem a agência às pessoas corretas dentro da empresa para agilizar na solução de problemas, que prevê situações não esperadas e enderecem as mesmas de forma eficiente, que alimentem a base conhecimento sobre o cliente e o mercado da empresa e que praticamente integrem o trabalho em mídias sociais no foco da excelência ao cliente.

Reflexões sobre o Café Aberje

dez 8, 2009   //   por Blog Corporativo   //   Apresentações/Pesquisas  //  3 Comentários

Depois que estive no Café Aberje em Campinas no último dia 27 de novembro não tive a oportunidade de refletir e trazer minhas conclusões com base no debate que ocorreu logo após as apresentações do Marcelo Coutinho e a minha. O Rodrigo Cogo também fez uma bela cobertura do evento.

As simpáticas Mariana e Licia da CPFL me informaram que no total passaram mais de 150 pessoas pela audiência, que por sinal se demonstrou muito participativa. Também é ótimo contar com ferramentas como o Twitter para enviar ao moderador sugestões de perguntas. Tudo muito dinâmico.

Sem alongar demais, seguem as conclusões:

  • Mídias sociais online partem de algo que ainda não é de domínio humano;
  • Sendo assim, as reações a eventos novos são imprevisíveis, estamos todos aprendendo;
  • Uma empresa não deve se abrir escancaradamente, existem regras do jogo e estratégia competitiva sempre;
  • Muita gente ainda não sabe como mensurar resultados do uso das mídias sociais;
  • E muitas delas sequer sabem se mensurar é a forma mais correta de monitorar a performance;
  • Executivos entendem melhor de mídias sociais online quando tem filhos adolescentes (essa é do Marcelo);
  • Schumpeter era um cara pra frente do seu tempo…

Grande abraço a todos que participaram!

Café Aberje discute importância das redes sociais

nov 25, 2009   //   por Blog Corporativo   //   Apresentações/Pesquisas  //  2 Comentários

Estarei presente no Café Aberje Campinas discutindo mídias sociais nessa sexta-feira. O evento, com inscrições gratuitas e limitadas à capacidade do espaço, acontece a partir das 8h45min do dia 27 no Café Filosófico da CPFL Cultura (Rua Jorge Figueiredo Corrêa, 1632 – Chácara Primavera) em Campinas/SP.

Além da minha presença, teremos Caio Túlio Costa, fundador do UOL, ex-presidente do iG e professor da Faculdade Cásper Líbero e Marcelo Coutinho, professor da Fundação Getúlio Vargas e consultor do Ibope Inteligência. A mediação vai ser feita por Sergio Amadeu, professor do curso de Pós-Graduação da Faculdade Cásper Líbero.


nov_09

Em desenvolvimento…

nov 24, 2009   //   por Blog Corporativo   //   Blog Corporativo  //  3 Comentários

Hoje que este blog completa a marca de exatamente 1 mês sem post, venho contar a vocês as últimas peripécias do desenvolvimento de um livro de estratégia em mídias sociais.

  • No último dia 7 participei do Intercon 2009. Fui lá muito pelo networking mas fui brindado com palestras interessantes e ricas em conteúdo, ganhei conhecimento. Porém pouco se falou de mundo corporativo. O “livreiro” Juliano Spyer me ajudou muito na conexão com hubs importantes do cenário: Manoel Lemos, Bruno Medeiros, Michael Nicklas, entre outros. Começo a botar um pouco de Brasil no conteúdo.
  • Dois dias antes fui conversar com a Thiane Loureiro lá na Edelman, onde tivemos uma agradável conversa sobre a nossa percepção das marcas como pessoas como nós mesmos e variantes do mesmo tema. Enriquecedor e uma boa dose de conteúdo no futuro capítulo 3: “O novo consumidor social”.
  • Ao mesmo tempo iniciei um bate papo com Ed Moran que está escrevendo um livro sobre o humano 1.0 a ser lançado na primavera Americana em 2010 sob o título provisório de “A empresa hiper-social”.
  • Andei fazendo algumas palestras e conhecendo mais gente, principalmente executivos de empresas que dividem comigo suas percepções atuais. Tá tudo no meu caderninho.
  • No próximo passo estarei no Café Aberje nesta sexta-feira (27/11). Realizado pela Aberje e CPFL em Campinas, o tema será Redes Sociais e dividirei o debate com Marcelo Coutinho, Caio Túlio Costa e Sergio Amadeu.

Taí, espero não estar devendo nada. Mas pior que estou. Próximo post será sobre a evolução do blog corporativo no Brasil, pra fazer par aos meus posts dos anos anteriores (e que venceu em setembro).

Batalha nas midias sociais

nov 16, 2009   //   por Serendipidade   //   Marketing / Negócios  //  3 Comentários

Li uma notícia na Financial Times já há um bom tempo sobre a batalha travada pelas empresas em busca de atenção no mundo das mídias sociais. Porém a busca de atenção em si não era o mais marcante. O que chamou minha atenção foi o insight de que os grandes grupos controladores de marcas poderosas e conglomerados corporativos complexos, já não estavam preocupados em falar com o público em geral por meio das mídias sociais. Os seus produtos ou linhas de produtos é que estão falando mais alto.

Foram citados exemplos da Ford, a qual já partia para criação de comunidades online para cada linha de veículo, e não mais para a marca Ford em si.

É como se fosse uma tentativa de tribalização dos consumidores de determinada “sub-marca” de algo maior e menos próximo do cliente final.

Isso não é novidade. Os próprios clientes já criaram essa segmentação quando decidiram criar a comunidade de fãs da Barbie no Facebook. Isso também já acontecia em divisões geográficas para empresas multinacionais (Twitter da Empresa EUA, Brasil, Itália, etc.).

Com isso, mídias sociais de um produto podem ser mais bem sucedidos que aqueles de marcas. Pior, colocar a presença de uma empresa nesse contexto ganha mais uma variável estratégica para ser analisada quando da decisão de entrar no vasto mundo social online. Junte essa com a identificação de perfis, escolha do canal social online, tática de métricas para medir o sucesso e preparação da equipe para a empreitada, e você tem um belo cenário complexo e traiçoeiro dos mares sociais.

Mídias sociais daqui a 10 anos

out 24, 2009   //   por Blog Corporativo   //   Blog Corporativo  //  2 Comentários

Poderia chutar 20 ou 30 anos, mas a vida anda muito rápida para pensarmos tão longe. Hoje estava lendo a matéria da revista “Consumidor Moderno” de setembro/09 sobre as redes sociais. A reportagem tem presença ilustre de personalidades das redes sociais como o Juliano Spyer e o Interney.

O assunto estopim da matéria é a manifestação dos consumidores na rede. Sempre que temos matérias sobre o assunto na imprensa (e isso ocorre desde os idos de 2003) sempre mostramos mais casos desfavoráveis às empresas e poucos casos favoráveis, mas uma coisa acontece em comum: cada vez mais os nomes de empresas ilustrando os artigos mudam, variam, aumentam.

Pensando a respeito e fazendo um rápido exercício que não exige muita matemática podemos afirmar que não vai demorar muito para que quase todas, senão todas, empresas (formais ou informais) acabem sendo mencionadas nas mídias sociais ao menos uma vez. Na verdade essa é uma extrapolação que será proporcional ao número de brasileiros que passem a ter acesso à rede, seus enlaces sociais e considerando todo o tempo em que posts, tweets e artigos perdurem online.

O consumo e as relações com empresas são vistos como relacionamentos que fazem parte da nossa esfera social.

Cabe a você empresário ou executivo garantir que os resultados da sua empresa sejam sempre mais positivos que negativos. A repercussão online da sua marca reflete a experiência dos seus clientes com seus processos offline. Falhas acontecem por variados motivos inocentes ou culpados, mas pense na sua reputação nas redes sociais como uma queda de braço entre o ótimo e o péssimo, e não como “será que minha marca estará lá?”. Acredite, ela estará.

Páginas:«1234»