Brand Management é outra coisa

jul 5, 2007   //   por Blog Corporativo   //   Blog Corporativo  //  5 Comentários

Muito linda toda essa movimentação migratória para dentro do Second Life, toda marca que se preza está botando um pé lá dentro. Como? Do jeito que sempre fez: Propaganda e exibição da marca e seus produtos. Um belo show-room e só.

Aí eu paro e penso. O que isso tem de diferente do que já é feito no mundo real?

Não vi nenhuma empresa falar que vai, pelo Second Life, estabelecer um canal de customer service inovador ou mesmo criar um ambiente inovador e que produza interação. Ninguém quer se expor demais ou dar algo realmente palpável para potenciais e atuais clientes.

A onda de blogs corporativos foi bem mais tímida que a do Second Life. Lógico. Second Life é muito mais revolucionário, porém o blog é muito mais desafiador. O blog demanda mais tempo, cuidado e transparência!

As empresas, menos aquelas que nem sabem o que é um blog corporativo, têm medo de blogar, têm pavor de se tornarem transparentes. Parece que existe uma premissa de que é proibido ou pecado tratar bem um cliente, dar-lhe atenção e bônus.

LUCRO! – A palavra de ordem das empresas é hoje alcançada por esforços cegos de CORTE NOS CUSTOS. E nós, clientes TOMAMOS. Esse paradigma deve mudar, ninguém trabalha hoje (por preguiça?) para aumentar a PRODUTIVIDADE, ou mesmo a EFICIÊNCIA, ou quem sabe até mesmo trabalhar para INOVAR. O está acontecendo?

Se entregar para comunidades virtuais, confiar o desenvolvimento de produtos aos clientes, ser viral. A BusinessWeek dessa semana estava falando disso quando contou a história da juventude que mudou de vez o way of life nos negócios.

Uma resistência ao 2.0 sem nexo e que fez com que a onda Second Life e esses eventos cheio de gringos tenham peso significativo, mas que podem desviar o caminho. Falando nisso, o John Batelle vai estar num desses eventos, parece coisa de primeiro mundo, mas gente, nós estamos atrasados!

(c) Business Week

Imagem da BusinessWeek.

5 Comentários

  • [...] F

  • Olá Fábio,

    Pertinente sua colocação a respeito do Second Life. Como é de costume, o modismo toma conta da comunicação das empresas e todos partem para a mesma estratégia – se é que assim podemos chamar – de aproveitar o embalo de um novo recurso em evidência. Assim foi com o Youtube e agora está sendo com o Second Life.

    O problema das organizações é que elas só querem “aparecer” sem transparecer, como você mesmo disse. É fácil mostrar uma imagem bonita, um texto bonito e sua marca. Difícil é criar um espaço para ouvir o que o cliente tem a falar e tornar isso aberto ao público. Esse é o princípio básico da comunicação, onde quem recebe a mensagem, além de decodificá-la, possa também mudá-la, interpretando, julgando e se expressando.

  • Quero comentar sobre a notícia da semana que abalou o país.

    Se momentos depois do acidente, a Tam lançasse um blog com todas as informações, incluindo os nomes dos passageiros, não seria tudo mais fácil para eles?

  • O povo aqui no Brasil não lê livros.. imagina blogs!!

    • Éderson,

      Segundo uma pesquisa recente, o brasil é o 5o colocado no mundo em termos de leitores de blogs. Isso equivale a ter 5,9 milhões de leitores de blogs e de oportunidades de negócio!

Escreva um comentário