E falando em CEOs…

ago 1, 2007   //   por Blog Corporativo   //   Blogs específicos  //  2 Comentários

…Continuação do post anterior.

Se usar o blog para se aproximar dos investidores parece ser polêmico, veja o que fez o CEO da Whole Foods e o que o Jonathan falou a respeito.

John Mackey, um CEO que também possui um blog, postou, de 1999 a 2006, mais de mil comentários sobre a sua empresa em um forum de discussão sobre investimentos do Yahoo. Até aí tudo bem? Nada. O fato é que ele usou um outro nickname e se fez passar por outra pessoa que não tinha nada haver com a empresa a qual ele representava. O nick de Mackey era um anagrama com as letras do nome da esposa (que criativo!).

Ele está sendo investigado pela SEC.

E como ele tem um blog, a imprensa foi perguntar ao Jonathan qual era a sua opinião.

Além da resposta ter sido divertidíssima, veja um destaque do que ele falou:

“Eu adoraria que um dia todos nós eliminássemos o termo “blogueiro” do dicionário (e que parássemos de perseguir o CEO que bloga). CEO’s que possuem um celular não são “celuleiros“, aqueles que utilizam emails não são “emailuzeiros” e aqueles que dão entrevistas na TV não são “TVzeiros” – eles são líderes usando a tecnologia para comunicar. Comunicação é o centro da liderança – usar palavras, escritas ou ditas, para articular a estratégia, guiam as organizações, implicam em diálogo, e… lidera.”

O blog do John está suspenso por um período indeterminado.

2 Comentários

  • [...] E falando em CEOs… O Fábio é aquele cara que está no limite, entre o oba oba dos blogs, e um papo sério, ele não foi para o lado do oba oba, aborda um assunto espinhoso para uma visão mais crítica… mas se saí muito bem… eu gosto muito do trabalho dele… (tags: Escrever) [...]

  • [...] O Blog Corporativo trouxe recentemente um caso interessante: “John Mackey, um CEO que também possui um blog, postou, de 1999 a 2006, mais de mil comentários sobre a sua empresa em um forum de discussão sobre investimentos do Yahoo. Até aí tudo bem? Nada. O fato é que ele usou um outro nickname e se fez passar por outra pessoa que não tinha nada haver com a empresa a qual ele representava. O nick de Mackey era um anagrama com as letras do nome da esposa (que criativo!).” [...]

Escreva um comentário