Visualizando posts em "Comportamento"

A missão da família

abr 3, 2007   //   por Serendipidade   //   Comportamento  //  4 Comentários

O posicionamento estratégico de uma empresa num mercado se baseia em uma Visão e uma Missão estratégica, para depois se desdobrarem em Diretrizes, e por fim cair nos Objetivos e seus respectivos Indicadores de Performance.

Lindo, organizado e limpo. Para uma empresa.

O que seria de você, ser humano, aplicar conceitos usados em uma empresa na sua casa, para sua família?

Essa semana está sendo divertida.

Após ver a capa de uma revista de futilidades semanais sobre o mega-último-sucesso em auto-ajuda “O Segredo”, novamente me peguei pensando no momento que abandonei outro livro de auto-ajuda (e o único que tentei um dia ler – até para ter opinião a respeito).

O livro é: “Os sete hábitos das pessoas altamente eficazes”.

No final do capítulo do hábito 2, o infeliz declara:

Em meu lar colocamos nossa missão na parede, na sala de jantar, para que possamos olhá-la e monitorar nossas atitudes diariamente.

Neste momento eu fechei o livro e passei a tratá-lo de motivo para chacota. Que espécie de ser humano faz isso? Homo blennus?

Você pode perguntar: Porque eu deixo a recomendação dele ao lado? Ah, simples, é porque isso vende, e eu ganho comissão em cima.

Sorria…

mar 6, 2007   //   por Serendipidade   //   Comportamento  //  2 Comentários

ProvidenciaEstava dirigindo quando um veículo qualquer me ultrapassou.

Atrás desse veículo, em letras garrafais se lia:

“Sorria, você está sendo ultrapassado”

Rachei de dar risada. Fui buscar mais sobre as frases toscas que comumente vemos em veículos e encontrei isso . Caraca, pensei, tem até ciência nisso: “A LINGUAGEM FIGURADA NA CULTURA PROPAGADA EM VEÍCULOS”.

Logo na primeira linha se lê: “a língua é o principal código desenvolvido e utilizado pelos homens para as necessidades comunicativas da própria vida social”. E o interesse pela leitura deste artigo foi aumentando até o ápice: “Entre aqui, é melhor que shopping center”.

Vale a pena ler. Serendipitoso (e nerd).

Adendo relevante:
Tem alguns Gols (o carro da Volkswagen) circulando com a frase:
“Romário, me dê sua ferrari que eu te dou o meu Gol 1000″

Só tomando uma providência mesmo. Trouxe de Minas na semana passada essa maravilhosa (recomendação do meu pai) cachaça de Buenópolis. Muito, mas muito boa mesmo. Tome pura, sem gelo.

Fonte da Imagem

Se você não lê blogs, leia isso:

mar 2, 2007   //   por Serendipidade   //   Comportamento  //  Nenhum comentário

Comentário de: Rômulo Falcão sobre meu post anterior…

Fábio, comento aqui porque sou um autentico leitor não-blogueiro. Em meu RSS existe fontes de informações “tradicionais” como jornais on line, mas minha essencial fonte de alimentação informativa são os blogs. Por conta disso levo fama de antenado e sabe-tudo, entre os amigos e na faculdade. Além de ter, na maioria das vezes, opnião crítica formada sobre a atualidade.
Tudo isso culpa de vocês!
Acredito totalmente no conteúdo gerado pelo usuário e o trabalho de vocês para mim já é imprescindível.

Falou tudo! Grande abraço Rômulo.

Showzinho básico

fev 28, 2007   //   por Serendipidade   //   Comportamento  //  3 Comentários

Presença no show do Coldplay ontem a noite. Apesar da crítica da Folha de S.Paulo na edição impressa, o show não foi banal no meu ponto de vista.

Gravei o vídeo de 10 músicas na íntegra. Pretendo colocar todas no YouTube. Por hora fique com uma delas: Yellow. Com direito até a bolas coloridas.

Encruzilhada do saber

fev 22, 2007   //   por Serendipidade   //   Comportamento  //  6 Comentários

Cenário 1:

Você trabalha todo dia no seu posto de trabalho. Não vê possibilidades de crescer no emprego. Acha oneroso mas se sente acomodado em travar, todos os dias, a mesma batalha.

Cenário 2:

Você trabalha e ganha dinheiro suficiente para sustentar sua família e se sente feliz e completo com isso. Não sente que é necessário buscar degraus mais altos porque sua vida está formidável.

Chamei de a “Encruzilhada do Saber” o momento em que alguém decide ver TV ao invés de ler um livro técnico ou estudar um novo e curioso assunto. Ou a decisão de conversar com um colega de trabalho querendo explorar todo o processo da companhia em troca de deixar de lado o orkut, um copo de café regado com conversas paralelas ou mensagens improdutivas do MSN.

Me sinto curioso em saber porque essas coisas nos dão prazer ao contrário dos temas que enobrecem e ajudam o crescimento do intelecto. Algo como se a encruzilhada fosse em um morro, onde o lado da subida é o lado “nerd”.

Taí, de repente a nossa natureza (ou biologia) humana nos levou a esse mesmo buraco. Ou a sociedade é assim porque precisamos de pobres ou ignorantes para alimentar de grana os ricos ou astutos e tudo caminhou da maneira como conhecemos.

Queria que alguém indicasse um caminho filosófico para encarar essas questões. Alguma sugestão?

Amarrando o post anterior, fazer um blog com o objetivo de ganhar dinheiro em detrimento da qualidade ou fazer um blog… etc etc…

Sendo um bom e amável ser hospitaleiro

fev 21, 2007   //   por Serendipidade   //   Comportamento  //  5 Comentários

A simpática Bia me pediu, alguns dias antes do carnaval, para que eu descrevesse como trato meus visitantes (aqui no blog).

Já comecei tropeçando alguns dias de atraso na resposta, mas aqui vai o meu ponto de vista sobre esse laissez-faire em que nós blogueiros nos encontramos.

Como via de regra de um blogueiro, eu procuro interagir com meus leitores, respondendo, enviando e-mails, batendo papo, quando o assunto/comentário seja pertinente ou requeira atenção. Comentários tipo: legal seu post ou fala-fala-e-não-diz-nada raramente são correspondidos.

Se eu não respondesse nada, mudaria o título da minha página para “Cantinho ego-promotor do Fábio”, ou “Homepage do Fábio”. Sem mentiras e sem mascaras, esse aqui é o meu “Bloguinho omni-ego-promotor do Fábio e arredores”, portanto, uma sala aberta para confrontamento de egos, idéias, conversa séria e ficções.

Ainda quando eu aprecio muito meus leitores, eu gostaria muito que existissem mais leitores não-blogueiros.

Não sou blogueiro profissional, ou na termo técnico: problogger. Ganho trocados de visitantes aleatórios por vezes incautos, e não espero ganhar trocado de outros probloggers apesar de achar que se eles se organizassem (e já são muitos) daria para fazer uma corrente do mal! (para os pagantes). Imagina uma rede secreta com cem mil associados com regras de clicar em anúncios dos próximos ao menos 50 vezes por dia?

Mas não acredito que isso seja possível porque a natureza humana reza contra esse tipo de coisa no estágio atual da nossa evolução.

Um adendo:

Para quem acha que redes de cliques não funcionam (e de fato não!), junte sua frustação num pote e jogue-o com toda força nos seus esforços em fazer um trabalho digno e respeitável como blogueiro. Sua audiência, posicionamento e conhecimento te trará muito mais recompensas do que dinheiro.

Me ocorreu um outro post…

10 filmes mais "conectados"

jan 25, 2007   //   por Serendipidade   //   Comportamento  //  Nenhum comentário

Lista interessante da IDG Now! dos 10 filmes mais conectados de Hollywood:

10 – Network
09 – Mensagem para você
08 – Firewall
07 – Medopontocombr (Fear dot com)
06 – Celular: um grito de socorro
05 – Hackers
04 – Piratas do Vale do Silício
03 – Quebra de sigilo (Sneakers)
02 – Jogos de Guerra (WarGames)
01 – A Rede (The Net)

O Blogueiro Trabalhador e…

jan 23, 2007   //   por Serendipidade   //   Comportamento  //  1 Comentário

…um típico dia da sua vida. Para ampliar clique na figura (PDF).

Working Blogger

Fonte: Logic+Emotion. Um ótimo blog por sinal.

Egosurfing

dez 10, 2006   //   por Serendipidade   //   Comportamento  //  Nenhum comentário

Fake Your Space

  • Você olha de forma obsessiva as entradas de comentários sobre seu blog no technorati?
  • Você quer ter mais comentários no seu blog?
  • Você gostaria que outras pessoas falassem mais de você?

Há uns meses atrás diversos blogs por aqui (no Brasil) passaram por uma fase de “pelamordeDeusmeleiam”, oportunidade que aproveitei para dizer que cada um cuida do seu próprio umbigo.

Quanto popular você deseja ser?

Esse é o mote do “Fake Your Space“, um serviço de venda de amigos para comunidades virtuais. Escola a sua ou seu amigo, e ele vai postar mensagens periódicas no seu blog, no seu MySpace, no seu Orkut, e por aí vai…

Imagina isso aplicado nos Blogs Corporativos ou em comunidades (no Orkut por exemplo) dedicadas a uma empresa, um produto? Teremos então (em breve ou já temos?) os consumidores falsos, dando falsos testemunhos para o bem do capitalismo. Amém.

Mais um ruído no nosso mundo já afogado em informação. Uma peneira por favor!

O Rei do Blues

dez 3, 2006   //   por Serendipidade   //   Comportamento  //  1 Comentário

Sem palavras. Um dos melhores shows da minha vida. O cara está com 81 anos e parece que tem 30! Simpático, carismático e sabe conversar com a platéia. Ele é nada mais nada menos que BB King!

Divido um dos vídeos que fiz:

Páginas:«1...6789101112...18»