Visualizando posts com a tag " internet"

O papel da comunicação corporativa com o mercado no contexto da web 2.0

mar 9, 2007   //   por Serendipidade   //   Marketing / Negócios  //  4 Comentários

Minha intenção é esclarecer o que é comunicação nos tempos de web 2.0, e tentar trazer a discussão para o lado dos negócios. Mais especificamente o Marketing.

O pré-requisito para que o meu post faça sentido é ler o post do Fabio Seixas sobre o mundo de confusão em que se encontram as empresas no momento de querer fazer um Mkt 2.0: “…é que ninguém sabe ao certo como adaptar a comunicação de marketing para os atuais movimentos comportamentais que a Internet vem proporcionando…”

Serendipidade - Comunicação web 2.0

Na figura número 1 temos dois sujeitos se comunicando. Entenda os sujeitos como grupos ou comunidades de pessoas e a seta de duplo sentido como uma rede social.

- No contexto de negócios o conteúdo da seta são discussões sobre o seu produto ou serviço.
- No contexto da web 2.0 a seta (o veículo) é um Orkut, MySpace ou qualquer outra ferramenta de criação de comunidades ou grupos de discussão.

Perceba que a internet e as ferramentas 2.0 são catalizadores dessa conversação (instantâneo, sem distâncias e sem distinções).

Serendipidade - Comunicação web 2.0

Outro modo de comunicação mostrado na figura 2 é o de uma instituição (empresa, departamento, governo, etc.) se comunicando com o(s) grupos ou comunidades existentes.

- No contexto de negócios o conteúdo da seta são comunicações formais de serviço/suporte ao cliente, press-releases, aparições na imprensa de forma geral, propagandas, etc. Um cenário fortemente monodirecional.
- No contexto web 2.0 a seta poderia ser substituida por um blog. Uma ferramenta informal que humaniza a instituição e recebe feedbacks de forma instantânea. Mais uma vez a internet tem um forte papel de facilitadora.

Serendipidade - Comunicação web 2.0

Voltando ao contexto da figura 1, onde tínhamos dois clientes conversando, o conteúdo daquela seta de comunicação é importante. Por dois motivos: Porque contém uma informação que ajudaria a empresa responder melhor as expectativas e porque a empresa pode querer que a informação contenha dados positivos a seu favor. Olhe a figura 3.

- No contexto de negócios as empresas querem sempre saber dados do mercado para se adaptarem com prontidão e, ao mesmo tempo, jogar suas mensagens nos clientes sem buscar o compromisso de uma propaganda boca-a-boca.
- No contexto 2.0 as duas vias melhoraram um pouco mais. Não basta escutar o cliente, é necessário saber o que um cliente conta para o outro. Daí a importância de se monitorar fóruns ou blogs. Por outro lado, se tornou crucial o inserimento de uma idéia que busca despertar as conversas em torno do seu produto. Junte a idéia e um veículo apropriado que sua marca será assunto.

Serendipidade - Comunicação web 2.0

Segundo o post do Fabio, as empresas “…devem SER a rede social e não somente TER uma rede social com a sua marca…”. Vimos nas 3 figuras anteriores que mais do que ser ou ter, a empresa deve saber interagir corretamente com o universo 2.0. Eu passei a vocês as chaves dessa interação, cada uma com seus frutos e dificuldades.

Na figura 4 apresento o conceito da empresa SENDO uma rede social.

- No contexto de negócios seria dizer que o desejo de aproximar dois clientes pode ser benéfico para seus negócios. Intermediar a conversa entre dois clientes aproveitando idéias e sugestões é um exemplo da vantagem de ser uma rede – você escuta tudo.
- No contexto 2.0 o poder na mão do cliente aumentou, chegando até a casos extremos de companhias que fomentam redes para obter idéias de novos produtos (crowdsourcing). A empresa está no centro da rede e a sustenta.

Esqueci algo? Quem sabe duas empresas se comunicando (B2B)? O cliente intermediando duas empresas? Triangulação entre clientes, governos e empresas? Cooperação entre mais diferentes partes?

Conforme disse algumas palavras atrás, as chaves de interação estão na mesa. Use-as a seu favor.

Livro concorrente! E agora?

fev 27, 2007   //   por Blog Corporativo   //   Blog Corporativo  //  1 Comentário

livro9gd.jpgMarcio, valeu a dica nos comentários, esse aqui vai pra vc.

Meu livro foi lançado em Maio/2006, e até hoje no Brasil não existia nenhuma outra fonte de informação sobre blogs voltados para negócios em um bom e velho português. Até hoje. Porque há 2 dias a Thomas Nelson Brasil lançou a tradução (a primeira tradução do gênero) de um livro de Hugh Hewitt chamado: “Blog: entenda a revolução que vai mudar seu mundo“.

Segundo o autor deste livro, milhões de pessoas estão mudando seus hábitos no que diz respeito à aquisição de informação. “Isso aconteceu muitas vezes antes, com o surgimento da imprensa, do telégrafo, do telefone, do rádio, da televisão e da internet – agora, surgiu a blogosfera, e isso foi tão repentino que surpreendeu até mesmo os analistas mais sofisticados”, observa Hugh Hewitt.

Na blogosfera, há um mundo com uma platéia quase ilimitada. Trata-se de uma oportunidade extremamente econômica para se estabelecer uma marca e introduzir novos produtos.

Vale a pena algumas observações:

  • O livro parte do impacto dos blogs na política;
  • O livro foi lançado em janeiro de 2005 nos EUA, com uma edição em junho do ano passado;
  • O livro é interessante por trazer um contexto histórico do blog e vendeu relativamente bem nos EUA;
  • Existem outras literaturas muito mais lúdicas, focadas e completas para quem deseja o blog nos seus negócios como por exemplo (lógico) meu livro, e outros sem tradução para o português como: Blog Marketing, BuzzMarketing with blogs for dummies, entre outros os quais também são bibliografias do meu livro;

10 filmes mais "conectados"

jan 25, 2007   //   por Serendipidade   //   Comportamento  //  Nenhum comentário

Lista interessante da IDG Now! dos 10 filmes mais conectados de Hollywood:

10 – Network
09 – Mensagem para você
08 – Firewall
07 – Medopontocombr (Fear dot com)
06 – Celular: um grito de socorro
05 – Hackers
04 – Piratas do Vale do Silício
03 – Quebra de sigilo (Sneakers)
02 – Jogos de Guerra (WarGames)
01 – A Rede (The Net)

Anúncios publicitários em CAPTCHAs

jan 15, 2007   //   por Serendipidade   //   Criatividade / Inovação  //  2 Comentários

Sabe aquelas letrinhas confusas e borradas que usamos para validar dados em formulários ou mesmo realizar login em serviços?

Pois é, na velocidade da internet veio a idéia de colocar anúncios dentro dessas caixinhas…

I had a fantastic marketing idea: ads in captchas. ;-D
Drinkcoke captcha
Pepsi captcha
Merdeces captcha
Flyemirates captcha

Ads in Captchas

Fonte Simone Carletti’s Blog

Férias e Banco da Serendipidade

jan 4, 2007   //   por Serendipidade   //   Marketing / Negócios  //  1 Comentário

Banco do Brasil na TechnoratiEstou de férias. Esta semana estou em transição entre uma viagem e outra, e deu tempo de ver uma propaganda do Banco do Brasil na TV.

Nela, o Banco do Brasil falava que a partir desta virada de ano o Banco passaria a se chamar Banco do Manoel, Banco da Maria, Banco do João, etc. Isso tudo afim de tentar tornar seus clientes mais próximos da instituição financeira.

Achei a abordagem um pouco abusada porque o banco estava arriscando seus próprios intrumentos de branding: sua logomarca e nome, em prol de uma campanha “investimos em CRM”.

Fui procurar a respeito e serendipitosamente descobri que realmente coisa errada aconteceu… Ri demais. Saiu na Info, no IDG Now, e em vários blogs (veja gráfico neste post).

“Ao acessar a página de internet do banco, os usuários observam o logotipo do Banco do Brasil alterado para “Banco do Bruno”. Essa alteração faz o usuário do serviço supor que a página foi atacada por hackers.” {IDG Now}

Página fora do ar, Call Center congestionado… foi tudo pro espaço.

Já era. A era-da-sua-reputação-em-jogo-relâmpago está no ar. Titubeou para o bem ou para o mau, você se “you-tubou”. Se eles tivessem um blog há alguns dias, essa “crise” teria sido gerenciada com o pé nas costas.

Titubeou? YouTubou! Não que o banco ou sua campanha tenha virado um vídeo online (ao menos até agora), mas rimou. Google, pode mudar o lema da sua última aquisição.

Sabedoria popular (2.0)

dez 19, 2006   //   por Serendipidade   //   Marketing / Negócios  //  2 Comentários

CrowdSpiritO termo acima já foi transformado para sua versão 2.0: “Inteligência das Multidões”

E é nessa semana, a qual fomos brindados e nomeados como os personagens do ano pela revista Times (exaustivamente propagado em todos veículos de notícia e outros blogs), que trago parte do post do blog da CrowdSpirit.

A CrowdSpirit é uma dessas novas ventures da nova maneira de se navegar e desfrutar a Internet. A empresa abre espaço para que seus clientes enviem idéias para novos equipamentos eletrônicos, essas idéias são votadas pela comunidade e as melhores escolhidas podem virar um eletrônico de verdade, fabricado pela própria CrowdSpirit, e ser consumido pela própria comunidade envolvida. É veramente uma revolução (veja a complexa figura).

Fechando o post, a lista abaixo foi levantada pela empresa, e, além dela mesma, essas outras são iniciativas que fazem uso da nossa “sabedoria popular 2.0″.

Blogs de funcionários representam risco para sua empresa

dez 12, 2006   //   por Blog Corporativo   //   Crises, problemas e riscos  //  2 Comentários

Não deixem de ler o interessante artigo da Internet Business Law Services sobre problemas e riscos encontrados em companhias que possuem funcionários blogando tanto internamente quanto externamente.

Alguns dos principais perigos para uma empresa (independente se existe ou não um blog oficial) incluem:

  • Difamação,
  • Assédio,
  • Danos Econômicos,
  • Vazamento de informações.

O artigo ainda apresenta algumas dicas para as empresas, entre eles:

  • Estabelecer uma política (tanto para blogs, quanto para chats e outras comunidades),
  • Trabalhar fortemente na comunicação e conscientização das mesmas,
  • Procurar apoio jurídico antes de tomar ações que podem se voltar para a própria empresa.

Na hora de comprar, leia blogs

dez 1, 2006   //   por Blog Corporativo   //   Apresentações/Pesquisas  //  3 Comentários

Cerca de um terço dos europeus dizem que decidiram não comprar um produto depois de ler opiniões postadas em blogs da internet. Segundo um estudo divulgado este mês pela American Marketing Association (AMA), os comentários publicados por blogueiros influenciam consideravelmente a opinião de consumidores na hora das compras. A pesquisa, lançada a um mês das festas natalinas, o maior período de compras do ano, foi realizada pela Hotwire e pela Ipsos MORI. [...]

Isso mostra nada mais que uma realidade já presente entre os consumidores. A Internet possibilita alcançar de forma fácil as ferramentas que um consumidor precisa para decidir de quem e quando comprar. Desde websites de comparação de preços, passando por opiniões de outros clientes no próprio site do vendedor, fóruns e agora nos BLOGS.

Via Folha de S.Paulo.

Prêmio Pulitzer vai incluir blogs

nov 29, 2006   //   por Blog Corporativo   //   Blog Corporativo  //  3 Comentários

Wikipedia.orgO prêmio de jornalismo mais célebre do mundo está entrando na onda dos Blogs. Isso promete transformar de forma definitiva a atenção dada aos Blogs e seu poder “jornalistico” instantâneo, interativo e eficiente. Não que a própria imprensa já não se tenha dado conta disso, mas o fato é estimulante até mesmo para futuros escritores que venham a surgir por meio da sua fama nos blogs.

Assim como a internet, que é um grande meio para transferir idéias, modas, e até mesmo dados pessoais (muitas vezes prejudicial) de forma veloz, o blog em jornalismo, o qual eu não considero um Blog Corporativo apesar de ser parte de uma empresa, e o blog amador também navegam nessa onda e ajudam projetar pessoas que antes não teríam condições de se colocar no mercado de forma visível.

A informação está no press-release do último dia 27 no website oficial do Prêmio Pulitzer.

Via: Bloggers Blog

Como você não percebe o valor?

nov 21, 2006   //   por Serendipidade   //   Marketing / Negócios  //  1 Comentário

Conversando outro dia com meu pai, ele me contava sobre como poderia ter se dado muito bem (financeiramente) quando, há 30 anos atrás, foi oferecida a ele a oportunidade de trabalhar na área de proteção ao meio-ambiente, quando, na verdade, a principal tarefa dele naquela época era construir fábricas.

Muitas vezes podemos olhar para uma escolha feita e tentar vislumbrar como teria sido se…… Faz parte do nosso imaginário, está embutido na nossa lógica especular sobre o não acontecido.

Blogs, é uma modinha ou não? Nos seus negócios, a internet representa algo?

Pense nisso antes que seja tarde. Já mencionei antes o quanto um blog pode abrir de oportunidades quando citei o caso da Vassoura-Feita-Com-Garrafas-Pet.

Hoje, as buscas no Google que trazem mais visitantes para cá são relacionadas com o tal do PET.

Voltando ao 2o post que fiz nessa página, onde eu dizia que o Polietileno foi descoberto ao acaso, assim como tudo que é “Serendipitoso”, me surpreendo por haver uma grande fatia das buscas sendo direcionada para o assunto acima (por ordem na classificação das frases mais buscadas que indicam este blog):

3o. garrafa pet
4o. arvore de natal de garrafa pet
9o. reciclagem de garrafa pet
12o. artesanato com garrafa pet
23o. vassouras pet
[...e algumas outras combinações...]

Você já blogou sobre seu produto hoje?