Visualizando posts com a tag " internet"

Blogs, empresas e a vida como ela é

mar 25, 2008   //   por Blog Corporativo   //   Blog Corporativo  //  5 Comentários

Linkando, linkando, linkando…

Dois destaques (um polegar pra cima e um polegar pra baixo) do relacionamento entre ser blog corporativo sério e não ser blog corporativo.

Pra cima:

Fabio “Camiseteria” Seixas se derretendo com o elogio de um fã blogueiro fruto da excelência no atendimento ao cliente e antes de tudo seu blog. Parabéns xará!

Pra baixo:

Carlos “Desinibindo” Cardoso mostrando o que nem chegou aos pés de ser um anti-exemplo de blog corporativo. E eu achando que havia encontrado mais um link para meu wiki da blogosfera corporativa nacional.

Leituras que valem a pena #24

mar 9, 2008   //   por Serendipidade   //   Serendipidade  //  1 Comentário

The Ten (and a half) Commandments of Visual Thinking: The Lost Chapter from The Back of the Napkin | Dan Roam
O autor explora o pensamento visual e prevê: Visual Thinking é o futuro no que tange solução de problemas nos negócios.

Free! Why $0.00 Is the Future of Business | Chris Anderson
Quando o pai do “Longa Tail” ou “Cauda longa” fala, o mercado é todo ouvido. Veja o tema do seu novo livro e entenda porque a economia da internet tende a zero na precificação de produtos e serviços.

Placebos, Price, and Marketing | Roger Dooley
Roger está dando continuidade a uma série de posts que exploram como o preço dos produtos influenciam diretamente na satisfação dos consumidores. Com uma explicação empírica e tudo.

Se vc gostou, leia as outras recomendações de leitura clicando aqui.

Pirataria no Brasil

fev 21, 2008   //   por Serendipidade   //   Comportamento  //  2 Comentários

Em tempos que o primeiro internauta Brasileiro foi condenado por pirataria de músicas, eu convido meus leitores a refletir sobre o assunto visitando um antigo post que publiquei há mais de dois anos atrás.

Comunidades no infinito, vida plugada e CRM

jan 12, 2008   //   por Serendipidade   //   Serendipidade  //  2 Comentários

2008 vai ser o ano da explosão social. Em 2008 o número de websites com foco em nichos e pequenas comunidades de “like-minded people” vai alcançar topos maiores, e acredito sériamente que poderá crescer ainda mais tendo em vista o crescimento vegetativo da internet e o oportunismo automático que isso tudo pode gerar em terceiros.

Eu vivi boa parte da minha vida sem Internet. As comunidades não são essenciais para o crescimento de uma pessoa, mas interferem na evolução humana muito mais do que imaginamos. Aceleram o processo, talvez exageradamente. Pesquisas são muito mais fáceis de executar, as pessoas estão mais conectadas às fontes de informação ou outras pessoas. O acesso por mera curiosidade de um novo internauta alimenta uma indústria de propaganda de tamanhos inimagináveis. E essa propaganda, ao menos em celulares, em 2008, estará mais direcionada e relevante. De fato o rumo agora é estarmos conectados a esse mundão virtual mesmo quando estivermos nas ruas. O 3G bate na porta dos brasileiros com força em breve.

A busca pela velocidade de acesso à Internet já não é mais o foco das discussões. Agora a onda será discutir quanto dessa velocidade o cliente está afim de pagar ou mesmo necessita ter, porque a partir de um certo ponto não será necessário ter 100M ou 2Gbits/s, nessas velocidades você já estará assistindo HDTV, ouvindo um stream de música, acessando websites e ainda terá muita banda de folga… passa a ser estranha a relação que vamos ter com a Internet.

Enquanto esse mundo anda acelerado, as empresas continuam com seus “currais departamentalizados” com foco no produto ou na oferta e não no cliente. Melhor ainda, com foco no umbigo. Na onda de fusões e aquisições sobrará espaço para as consultorias nadarem de braçadas porque na compra de uma empresa gasta-se muito, dependendo no nível de dívida da empresa comprada gasta-se mais. E em CRM, menos. Daí o cliente recebe 3 faturas, uma para telefone, uma para TV a cabo e uma para Internet e não consegue, dentro da sua capacidade de raciocínio, entender porque uma empresa única (chamada elegantemente de “Triple-Play“) não consegue ter uma fatura única e um call center para reclamar único.

Com eletrônicos cada vez mais presentes dentro de nossas casas, TV digital com DVR que consome muito mais que aquele mero conversor UHF/VHF, cable modems, carregadores de celular e até mesmo SERVIDORES, haja apagão para dar conta. Os recursos naturais serão suficientes? Temos a energia nuclear, que é mais limpa que imaginamos e bastante disponível, mas ninguem acredita nisso. Eles dizem: “É melhor emitir carbono das usinas de carvão, ninguém morre com acidentes nucleares…” (mas essas usinas emitem mais radiação na atmosfera que uma usina nuclear).

Haja planeta para aguentar…

Acredite: emprego de blogueiro corporativo está em alta e será um dos mais bem pagos

dez 13, 2007   //   por Blog Corporativo   //   Blog Corporativo  //  15 Comentários

O Gil Giardelli apresentou no podcast VoIT um tema pertinente:

Em seu comentário desta semana Gil Giardelli fala sobre Redes Sociais na Internet, que vêm mudando a maneira de como as empresas se relacionam com o mercado.

Giardelli cita o exemplo de uma grande corporação que está há um ano procurando um profissional para gerenciar seu blog e sua rede social, sem sucesso.

Fala ainda sobre a declaração do Secretário de Educação americano, que declarou que os 10 empregos mais bem pagos no futuro foram criados depois de 2004.

Não entendo como a tal empresa não conseguiu ninguém. Ou está pagando mal ou não sabe ainda como funciona a blogosfera… reflitam… prefiro a segunda alternativa.

O medo das empresas de hoje

nov 21, 2007   //   por Blog Corporativo   //   Blog Corporativo  //  4 Comentários

chickenfearages.jpgUm dos meus quadrinhos preferidos da internet é o Savage Chickens do Doug Savage.

O quadrinho ao lado me fez refletir sobre o medo das pessoas através dos tempos e o medo atual impactado pelo encurtamento das distâncias, globalização, mídia, etc.

Só queria dizer que já passou da hora das empresas acompanharem o que está sendo dito sobre elas na rede. Principalmente nos blogs.

Estou sendo repetitivo?

Sim, estou.

Mas esse é o novo mantra que as empresas devem repetir todo dia.

Geração C ou geração V?

nov 21, 2007   //   por Serendipidade   //   Marketing / Negócios  //  2 Comentários

U.S. Department of DefenseA Gartner lançou uma pesquisa na semana passada que dizia que a Geração Virtual ou Geração V vai incutir uma mudança profunda no mercado e na maneira de se relacionar com os consumidores. A Gen.V é composta pelas Gen.Y e Gen.X só que no mundo virtual onde, de certa forma, não existe gênero, classe, nem informação de renda ou mesmo da idade dos clientes, ficando aparente somente as competências, motivações e esforços. Isso faz com que a Geração V possa ser segmentada em termos gerais ou mais amplos, e não 1-a-1.

A história é mais ou menos assim: Como blogs, comunidades, navegação e troca de informações correm de forma anônima em diversos graus de anonimato (do mais explícito ao menos explícito), restam às empresas somente a avaliação de seus hábitos de consumo, a forma com que comentam sobre esse ou aquele produto, e assim por diante. Sempre de maneira generalista e dificilmente no individualista.

De volta a 2005, quando escrevi sobre Geração C (Conteúdo e Criatividade), a referência ao fato de que os consumidores estavam adquirindo poder no momento de influenciar uma empresa e seus produtos está ligada ao que prega o conceito explicado pela Gartner do que é a Gen.V. Independentemente do termo utilizado é importante entender que o crescimento da internet só irá reforçar a necessidade de as empresas se adaptarem a essa nova maneira de divulgar sua marca e seus produtos de forma eficiente e alcançando maiores faturamentos.

Novos tempos…

out 24, 2007   //   por Serendipidade   //   Comportamento  //  4 Comentários

Prova de que a internet não está somente dentro dos computadores, redes e bits circulantes. Briga de torcidas:

google_stadio.jpg

Você quis dizer: Merda

Fonte IMlog

Feliz Natal em outubro

out 17, 2007   //   por Serendipidade   //   Comportamento  //  4 Comentários

O comércio parece estar sofrendo alguma sensação de necessidade misto com ansiedade.

Será que a velocidade da internet afeta o mundo físico também? Ou seria apenas uma pressão dos fabricantes que devem ter produzido uma safra recorde e pressionam os retailers? Sintomas de aquecimento da economia? Sintoma pós-dia-das-crianças pois não há mais data de comércio até o natal?

Expliquem: Por que raios o Carrefour já está vendendo PANETONES???

As grandes inovações de todos os tempos

out 10, 2007   //   por Serendipidade   //   Criatividade / Inovação  //  5 Comentários

semiconductor.jpgLarry Keeley da Doblin preparou uma lista das inovações que mais mudaram as vidas dos seres humanos. Tudo isso em termos de segurança, longevidade e padrões e qualidade de vida. A BusinessWeek publicou um slideshow sobre esta lista.

Cadê iPods, Googles e Blogs? Será que um dia ainda irão mudar a vida a ponto de significar mais do que a própria internet (item 13)?

1. Armas

2. Matemática e o número zero

3. Dinheiro

4. Impressão

5. Mercado livre e mercado de capitais

6. Agricultura e domesticação de animais

7. Posse de bens

8. Responsabilidade limitada

9. Democracia participatória

10. Cirurgia e anestésicos

11. Antibióticos e vacinas

12. Semicondutores

13. A Internet

14. Seqüenciamento genético

15. Contâineres

Páginas:«1234567...12»