Visualizando posts com a tag " internet"

Opinião sobre a informação abundante

abr 17, 2006   //   por Serendipidade   //   Comportamento  //  9 Comentários

(c) yotophoto.comO brilhante Carlos Heitor Cony escreveu, em sua coluna da Folha de S.Paulo, sobre a mentira e a verdade no meio da poluição e amplitude das informações, com a presença da grande encurtadora de distâncias, que é a Internet.

“[...]Acontece que, mais cedo ou mais tarde, a mídia impressa ficará dependente não dos seus quadros profissionais, de sua estrutura de captação das informações.[...]“

Já está sendo: Veja o BlogBurst que encontrei via Wired.

“[...]O gigantismo da internet tem porém pés de barro. Se ganha no alcance, perde no poder de concentração e análise. Qualquer pessoa, medianamente informada ou sem informação alguma, pode manter uma fonte de notícias ou comentários com responsabilidade zero, credibilidade zero, coerência zero.[...]“

Pura verdade, mas vejo uma oportunidade. Um treino individual para passar por cima desse problema: Ler mais e ter leitura crítica. Não ser um simples ralo que só absorve informações passivamente. Não ser dependente de uma única fonte de informação. Problema típico da civilização.

Mais um adicional: No mundo dos blogs, os leitores identificam quem tem e quem não tem credibilidade. Ao menos em assuntos mais sérios. Ao menos até hoje.

Boca-a-boca 2.0

abr 3, 2006   //   por Serendipidade   //   Comportamento  //  Nenhum comentário

(c) yotophoto.comVocê já se deu conta que o mundo está andando muito rápido com a Internet, e o que valorizamos como interessante pode ser a sua opinião sobre qualquer pessoa, projeto, idéia no mundo?

A Internet nos trouxe uma espécie de palanque para que colocássemos nossas opiniões. Quem quiser que escute. Só que em alguns casos milhares de pessoas escutam. No final das contas a sua idéia ou ação repercute gerando uma celebridade da noite para o dia.

Música:
A banda Arctic Monkeys lançou algumas músicas on-line e se tornou super popular antes mesmo do primeiro CD ir às lojas. O mesmo está acontecendo com a Sigur-Ros

Livro:
Todos cansamos de ouvir falar em Bruna Surfistinha e no seu blog que virou livro. Na europa o livro Geração 1000 Euros foi escrito e colocado para download gratuito em dezembro de 2005. Com mais de 20 mil downloads em 4 meses, o livro será traduzido para outras línguas e publicado em papel em vários países europeus.

Fama:
Subir no palco com o Bono Vox poderia gerar no passado somente uma entrevista na TV, hoje a Internet projeta a pessoa a níveis jamais sonhados. Os blogs comandam esse efeito em sua vasta rede de interligações, e os blogs também podem projetar você.

Filmes:
Milhares de pessoas assistem a vídeos inusitados no You Tube ou no Google Video, fazendo com que qualquer pessoa se torne um cineasta (nas suas devidas proporções) da noite para o dia.

5 dicas para construir campanhas de marketing efetivas

mar 27, 2006   //   por Serendipidade   //   Marketing / Negócios  //  1 Comentário

(c) yotophoto.comComeço de semana é sempre difícil para o blogueiro. Mas aí vão 5 dicas do Bob Hutchins da Ground Force Network

No título original era chamado de 5 dicas para criação de campanhas que se espalham (graças ao teor inteligente e inspirador). Mas eu acho que o termo “Buzz” (zumbido) é muito bobo e amador, prefiro algo mais profissional e óbvio – porque o marketing efetivo é aquele que se espalha. Mudei um pouco do texto também, porque só copiar não desenvolve a arte da escrita.

5 dicas para criar um marketing efetivo

#1 – Construa a sua campanha utilizando recursos que são apaixonados pelos seus produtos ou serviços. Isso facilitaria a criação de mensagens gostosas de se espalhar boca-a-boca.

#2 – Lute para que cada receptor da sua mensagem se sinta envolvido ou parte de algo mais importante do que o simples fato de consumir um produto. O restante corre por conta da empolgação.

#3 – Crie um local centralizado para que as pessoas venham e adquiram a sua idéia. Um website por exemplo.

#4 – Ofereça ferramentas para facilitar a tarefa de espalhar a notícia para amigos, parentes e outros. Algo como um “mande esta notícia para seus amigos e saia na frente sendo aquele que trouxe a boa nova”.

#5 – Seja sincero, não tente colocar a carruagem na frente dos bois. Se o seu produto ou serviço tem problemas, pra que mentir? Você sabia que os consumidores estão mais inteligentes com o advento da internet? Sendo honesto e dando respostas que convidam a continuar em contato, você poderá manter a boa impressão que toda negócio busca.

Baseado no HOW-TO da página do Word of Mouth Basic Training.

Nicho do nicho do nicho

mar 20, 2006   //   por Serendipidade   //   Criatividade / Inovação  //  1 Comentário

(c) yotophoto.comPara quem já viu e conhece a recém nascida teoria do “Long Tail“, sabe que a web possibilitou o enriquecimento de nichos específicos de mercado, que antes ficavam escondidos demais, ou muito inacessíveis devido a distância e velocidade lenta da informação.

Isso nos dá a idéia de que a segmentação é muito importante para as decisões de marketing, e que sempre existirá um segmento interessante para se explorar.

Um amigo me comentou sobre uma propaganda da TV a cabo muito interessante quando falamos de segmentação. Era basicamente algo assim (números fictícios em alguns casos para ilustrar):

O Brasil possui mais de 180 milhões de habitantes. Desses 180 milhões, 2,5 milhões são assinantes de TV a Cabo e fazem parte principalmente das classes média e alta. Desses 2,5 milhões de assinantes, apenas 100 mil são da classe alta, e respondem por 80% do consumo de produtos e serviços no Brasil. Anuncie na TV a Cabo.

Eu colocaria a idéia acima do seguinte modo para as empresas hoje:

Segmentar é viável e imprecindível. Personalizar é ir além da segmentação, é ser um pra um, é o ideal. A Internet é uma vitrine de segmentos. E na Internet, o blog é a ferramenta de personalização. Use blogs na sua empresa ou nos seus negócios.

Leituras que valem a pena #13

mar 16, 2006   //   por Serendipidade   //   Serendipidade  //  1 Comentário

Comemorando o dia do consumidor (15/03), o qual só conheci ontem por meio da Central de Pesquisa e Divulgação, vai dois artigos interessantes para entender como funciona a NOSSA VINGANÇA contra a má experiência do cliente. O terceiro é bônus para as empresas aprenderem como sobreviver a isso tudo.

Shoppers seek revenge for bad experiences | The Wise Marketer
Alguns pesquisadores começam a falar de um fenômeno denominado a “Vingança dos Clientes”. O uso da internet e a difusão dos blogs ajudaram o crescimento de um segmento de clientes em busca de justiça. (Necessário se registrar).

Beware of Dissatisfied Consumers: They Like to Blab | Knowledge@Wharton
Ainda na linha da leitura anterior, começo a pensar que o dia do consumidor devia ser uma celebração da insatisfação generalizada.

Nine Lives of Leadership | 800-CEO-READ
Mais do que as idéias provocativas do artigo, é de suma importância que as empresas (se quiserem sobreviver), migrem para um Marketing centrado em cliente. (em PDF)

PS.: Para um dia do consumidor, até que a divulgação pela mídia em geral foi bem fraquinha. Medo?

Leituras que valem a pena #12

mar 2, 2006   //   por Serendipidade   //   Serendipidade  //  2 Comentários

How to connect your brand to their lives | Tom Asacker
O palestrante, autor e consultor de marcas Tom Asacker nos presenteia com este maravilhoso PDF. É apresentado de forma visual atraente e recheado de informações interessantes. (Aviso! arquivo com quase 17 megas).

Peter Sealey’s Ten Trends | Peter Sealey
Novamente incluo uma leitura que fala de tendências. Aqui são listadas 10 tendências que irão mudar nossas vidas pessoais e profissionais. Artigo interessante e que vai de encontro com o que o autor Tom Peters (de novo) prega: “Tendências valem milhões”.

Sua empresa na Internet | Mario Persona
Existem muitas empresas que estão deixando de lado o poder que a Internet pode dar para seus negócios. É muito barato e fácil ter seu próprio domínio, implementar uma página e criar um portal de comércio eletrônico. Comece tudo isso lendo este e-book primeiro. (em PDF)

Medindo a performance e saindo na frente

fev 24, 2006   //   por Serendipidade   //   Marketing / Negócios  //  6 Comentários

Na última vez que falamos de Benchmarking aqui, estávamos explicando o que era o termo e destacando alguns conceitos.

Recebi alguns e-mails pedindo mais detalhes sobre o assunto. Alguns pediam um roteiro ou metodologia de emprego de um estudo desses, e outros perguntavam sobre maneiras de se obter informação de outras empresas.

Na verdade o Benchmark é somente o “Marco de Referência”. Podem ser números ou atividades que queremos confrontar com nossos resultados ou operações. Pegamos nossos indicadores principais (KPIs) e nossas atividades atuais e comparamos o que o mercado produz dando subsídio para decisões e planejamentos estratégicos. A figura abaixo mostra a metodologia passo-a-passo de uma implementação do estudo de benchmarking.

(c) serendipidade.com

A busca por informações não é um processo simples, mas com a internet ficou mais fácil acessar informações de empresas, e este é seguramente o ponto de partida. Depois temos visitas, pesquisas com clientes, entrevistas, acesso a dados normativos ou reguladores de um negócio específico, etc.

Em se falando de medir performance do seu negócio, só a comparação com o mundo externo em uma tabela de indicadores importantes não basta, é necessário fazer acontecer suas operações internas, para isso temos o Balanced Scorecard e outras ferramentas.

Indo mais além, o benchmark reflete um resultado já obtido no presente, é importante olhar o futuro também, como diz o guru de negócios Tom Peters: “Não faça benchmarking, faça futuremarking”.

Enquanto isso na Internet…

fev 20, 2006   //   por Serendipidade   //   Comportamento  //  3 Comentários

…o número de websites “2.0″ e seus logotipos não param de crescer.

(c) flickr.com - Stabilo Boss

Fonte: Flickr – Stabilo Boss

Onde você é sempre bem vindo

fev 15, 2006   //   por Serendipidade   //   Comportamento  //  Nenhum comentário

(c) yotophoto.comEm algum lugar do passado estávamos falando de como a Internet tornou economicamente viável a consulta pública sobre qualquer assunto.

Alguns websites aproveitam esse atributo para oferecer os mais diversos serviços de “Inteligência da massa”. É uma avalanche de opções ajudando qual decisão tomar nas mais diversas situações, ou iluminar suas idéias. Estão todos em prateleira: é chegar, acessar e utilizar os seus serviços grátis na maioria dos casos.

Exemplos:
http://www.reevoo.com/Antes de comprar veja opiniões sobre produtos, eles já testaram antes para você.
http://www.reviewcentre.com/Outro exemplo de opiniões sobre produtos.
http://www.epinions.com/Mais um website de opiniões.
http://www.judysbook.com/Opiniões sobre locais para ajudar o seu planejamento de viagens.
http://www.extratasty.com/Proponha drinks e veja as opiniões de outros usuários sobre outras batidas e coquetéis.
http://www.homethinking.com/Antes de decidir qual imóvel comprar, veja o que falaram dele ou dos seus corretores.
http://www.stumbleupon.com/Opiniões sobre páginas da Internet e sugestões.
http://answers.yahoo.com/Pessoas reais respondendo perguntas de outras pessoas reais.

E o melhor da lista na minha opinião:
http://www.brainreactions.net/Coloque sua pergunta e deixe a comunidade dar sugestões neste Brainstorm virtual.

Qualquer meio de comunicação será usado…

fev 6, 2006   //   por Serendipidade   //   Criatividade / Inovação  //  3 Comentários

(c) roofshout.comAlguém profetizou um dia:

“Propaganda é a alma do negócio”

Se fez uma luz e todos os meios de comunicação foram invadidos por propagandas. Textos, sons ou imagens, vale tudo para desviar sua atenção.

Pensando na prática, qualquer lugar, espaço físico, canal de rádio, de TV, qualquer coisa que seja vista, ouvida ou lida por muitos é uma possível alternativa para plantar a semente dos seus negócios sob a forma de um anúncio comercial.

A Internet trouxe um fator exponencial para o crescimento de tudo isso.

Depois do Bumvertising, uma modalidade similar ao anúncio de “Compro e Vendo Ouro” pendurada no pescoço de pessoas no centro de grandes cidades, depois do Adsense revolucionando a maneira de se vender na web, eis que surge o Roofshout ou o Roofads buscando clientes através de anúncios nos tetos das casas, fábricas ou galpões. A foto acima é auto-explicativa.

Páginas:«1...56789101112»