Visualizando posts com a tag " marketing"

Hoje é o dia do cliente

set 15, 2007   //   por Serendipidade   //   Marketing / Negócios  //  2 Comentários

cbca_campanhas3.jpgPara quem não sabia, dia 15 de setembro é o Dia do Cliente. A data foi idealizada por João Carlos Rego e possui inclusive um website próprio.

A data ainda não é oficial no Brasil todo, mas está se espalhando. Já é data oficial do calendário de cidades de alguns estados como São Paulo, Rio Grande do Sul, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Santa Catarina, Paraná, Rondônia, Roraima, Bahia, Goiás, entre outros.

Veja as dicas de como aproveitar o dia do cliente na sua empresa (retirado do website):

• Anúncios em veículos de comunicação;
• Anúncios em mídia externa (front-lights, outdoors e bus-door);
• Promoção especial (desconto ou condição diferenciada de pagamento);
• Decoração especial;
• Distribuição de brindes;
• Realização de sorteios;
• Receber os Clientes com guloseimas, salgadinhos, refrigerantes;
• Envio de mala-direta, folders;
• Mensagem especial nas ligações telefônicas e/ou telemarketing;
• Banner na homepage na Internet;
• “pop-up” na Internet;
• Telefonemas e/ou torpedos através de aparelho celular;
• Cartões ou etiquetas nas embalagens dos produtos;
• Alusão ao Dia do Cliente nas assinaturas das correspondências, a exemplo do que é feito no Natal;
• Homenagens através de e-mail marketing;
• Anúncios conjuntos e/ou encartes em jornais e revistas;
• Cupons de desconto.

Leituras interessantes

ago 28, 2007   //   por Blog Corporativo   //   Blog Corporativo  //  Nenhum comentário

No meu outro blog eu costumo publicar periodicamente algumas sugestões de leituras interessantes para descobrir um pouco mais do mundo. Hoje vou fazer o mesmo aqui. Reuní três artigos de alto gabarito para exercitar um conhecimento importante para as empresas hoje em dia.

How companies can make the most of user-generated content | The McKinsey Quarterly
No artigo são discutidas maneiras de aproveitar os usuários para gerar receitas.

Repurposing the Corporate Blog to Reach Green Influentials | Marketing Green
Elucubrações sobre o tema meio-ambiente abordado por blogs corporativos para atingir resultados de marketing

PR Disasters Lurk in Web 2.0 Chicanery | Roger Dooley
O que as companhias devem fazer para evitar disastres de Relações Públicas com a Web 2.0.

Blog do presidente da GM Brasil

ago 19, 2007   //   por Blog Corporativo   //   Blogs específicos  //  Nenhum comentário

Esses blogs de CEO internos só são descobertos quando aparece alguma notícia na mídia. Desta vez descobri que o presidente da GM Brasil mantém um blog interno para estabelecer diálogos com seus colaboradores. Retirei o trecho abaixo integralmente do Blog da Sandra da revista Info.

Há vários meses o presidente da GM no Brasil, Ray Young, escreve um blog para o pessoal da própria empresa. Parece mais do que um esforço oco de endomarketing, ou de puro marketing para efeito externo, e um esforço real de comunicação.

Por quê? Há 5 méritos importantes no blog:

1 – É o próprio presidente que escreve o blog, uma vez por semana. A única pessoa que põe a mão no texto é a secretária, e só para efeitos ortográficos e gramaticais. Canadense, ele já fala português, mas evidentemente não pode ter um domínio machadiano da língua.

2 – O blog está aberto a comentários de todo mundo na GM, de fato. Às 4 da manhã, de acordo os turnos do chão de fábrica, já aparecem textos dos funcionários no blog.

3 – Os funcionários, de fato, são ouvidos. Suas intervenções dão origens a e-mails do presidente para os executivos da GM, inclusive em horários totalmente fora do expediente. Recentemente, o desconto da fábrica para compra de carros pelos próprios funcionários aumentou 50%, para atender a queixas colocadas no blog, a despeito de pesquisas convencionais que não indicavam a necessidade do aumento do desconto.

4 – O blog surgiu no momento certo, quando se fez necessário, sem morar nas gavetas dos executivos por meses ou anos, como muitas vezes acontece em tantas empresas. Teve de ser montado e construído em 15 dias, o que para um ciclo de contratação, desenvolvimento e aprovação de uma grande montadora é de uma agilidade totalmente fora da curva.

5 – O blog é de Ray Young, presidente da GM, e não da presidência da GM. Ele se põe pessoalmente em seu blog – compartilhando inclusive fatos dolorosos como doenças em família.

Atraindo e retribuindo comentários

jun 30, 2007   //   por Blog Corporativo   //   Blog Corporativo  //  6 Comentários

Como parte das estratégias para atrair mais comentários em seu blog, faça aquilo que todo leitor de blogs espera: Dê algum retorno (recompensa) a eles!

Incentivos são importantes no mundo dos blogs.

O que seus leitores esperam de você?

  1. Atenção;
  2. Resposta rápida aos comentários;
  3. Um link postado em seu blog para aumentar o ranking do seu visitante (moeda de troca).

Dito isso, aproveito para divulgar uma pequena mudança aqui no blog. Na barra lateral vocês irão encontrar o “Top Comentários“. Alí estarão listados os blogueiros que mais comentaram no blog, e com um link de volta ao website dos mesmos (incentivo).

Esse é um exemplo de 3 dicas de plugins para WordPress do BBC:

  • Show Top Commentators — Mostra os maiores comentaristas do seu blog;
  • Link Love — Inibe a função “nofollow” para deixar os links dos comentários de seu blog abertos para ferramentas de busca, ajudando na divulgação dos links que seus leitores postam;
  • Comment Relish — Envia notas de agradecimento aos seus leitores que postam comentários (somente uma e na primeira vez que algum novo usuário comenta)

A blogosfera e o corpo

mai 25, 2007   //   por Serendipidade   //   Comportamento  //  Nenhum comentário

Corporação vem da palavra corpo e é praticamente 100% associada a empresas e negócios, os quais podem ser vistos como organismos complexos compostos por departamentos, células, entradas e saídas.

Vi um post do Maurizio Goetz comparando a blogosfera a um corpo e identificando seus órgãos principais.

Quero transcrevê-los aqui:

A blogosfera possui um “cérebro” – Elabora idéias, discute, amplifica, colhe ou lança as mesmas.

A blogosfera possui um “coração” – Se apaixona, emociona, diverte ou se comove.

A blogosfera possui um “sistema nervoso” – Se empolga, enraivece, se ofende e depois pode esquecer ou não.

A blogosfera possui uma “alma” – Se mobiliza, organiza, se ativa.

A blogosfera não é um organismo perfeito pois deve crescer e ser observada. Em algumas partes se usa o cérebro, em outras o coração, muitas partes usam a barriga também…

As células que faem parte da blogosfera estão em movimento constante, se agregam, se separam, trocam de interesse. As ligações entre essas células podem ser estáveis ou completamente voláteis.

Bonito não?!

Simples ações que fazem a diferença

mai 10, 2007   //   por Serendipidade   //   Criatividade / Inovação, Marketing / Negócios  //  Nenhum comentário

GreenUnindo web 2.0, comunidades virtuais e marketing verde, além de fazermos o bem ao planeta, fazemos o bem à nossa marca.

Este website estimula as pessoas a trocarem suas lâmpadas convencionais por lâmpadas fluorescentes compactas. É uma corrida de cidade a cidade, estado a estado, para ver quem já trocou mais.

The 150 top marketing blogs

mar 26, 2007   //   por Serendipidade   //   Marketing / Negócios  //  1 Comentário

The power 150Clique na figura ao lado para a lista dos melhores blogs de marketing. O critério de classificação não é por conteúdo, mas por popularidade. O resultado é diário, o que significa que o ranking varia de acordo com a classificação em websites agregadores.

Boa fonte de novos blogs para quem está buscando mais conteúdo.

O papel da comunicação corporativa com o mercado no contexto da web 2.0

mar 9, 2007   //   por Serendipidade   //   Marketing / Negócios  //  4 Comentários

Minha intenção é esclarecer o que é comunicação nos tempos de web 2.0, e tentar trazer a discussão para o lado dos negócios. Mais especificamente o Marketing.

O pré-requisito para que o meu post faça sentido é ler o post do Fabio Seixas sobre o mundo de confusão em que se encontram as empresas no momento de querer fazer um Mkt 2.0: “…é que ninguém sabe ao certo como adaptar a comunicação de marketing para os atuais movimentos comportamentais que a Internet vem proporcionando…”

Serendipidade - Comunicação web 2.0

Na figura número 1 temos dois sujeitos se comunicando. Entenda os sujeitos como grupos ou comunidades de pessoas e a seta de duplo sentido como uma rede social.

- No contexto de negócios o conteúdo da seta são discussões sobre o seu produto ou serviço.
- No contexto da web 2.0 a seta (o veículo) é um Orkut, MySpace ou qualquer outra ferramenta de criação de comunidades ou grupos de discussão.

Perceba que a internet e as ferramentas 2.0 são catalizadores dessa conversação (instantâneo, sem distâncias e sem distinções).

Serendipidade - Comunicação web 2.0

Outro modo de comunicação mostrado na figura 2 é o de uma instituição (empresa, departamento, governo, etc.) se comunicando com o(s) grupos ou comunidades existentes.

- No contexto de negócios o conteúdo da seta são comunicações formais de serviço/suporte ao cliente, press-releases, aparições na imprensa de forma geral, propagandas, etc. Um cenário fortemente monodirecional.
- No contexto web 2.0 a seta poderia ser substituida por um blog. Uma ferramenta informal que humaniza a instituição e recebe feedbacks de forma instantânea. Mais uma vez a internet tem um forte papel de facilitadora.

Serendipidade - Comunicação web 2.0

Voltando ao contexto da figura 1, onde tínhamos dois clientes conversando, o conteúdo daquela seta de comunicação é importante. Por dois motivos: Porque contém uma informação que ajudaria a empresa responder melhor as expectativas e porque a empresa pode querer que a informação contenha dados positivos a seu favor. Olhe a figura 3.

- No contexto de negócios as empresas querem sempre saber dados do mercado para se adaptarem com prontidão e, ao mesmo tempo, jogar suas mensagens nos clientes sem buscar o compromisso de uma propaganda boca-a-boca.
- No contexto 2.0 as duas vias melhoraram um pouco mais. Não basta escutar o cliente, é necessário saber o que um cliente conta para o outro. Daí a importância de se monitorar fóruns ou blogs. Por outro lado, se tornou crucial o inserimento de uma idéia que busca despertar as conversas em torno do seu produto. Junte a idéia e um veículo apropriado que sua marca será assunto.

Serendipidade - Comunicação web 2.0

Segundo o post do Fabio, as empresas “…devem SER a rede social e não somente TER uma rede social com a sua marca…”. Vimos nas 3 figuras anteriores que mais do que ser ou ter, a empresa deve saber interagir corretamente com o universo 2.0. Eu passei a vocês as chaves dessa interação, cada uma com seus frutos e dificuldades.

Na figura 4 apresento o conceito da empresa SENDO uma rede social.

- No contexto de negócios seria dizer que o desejo de aproximar dois clientes pode ser benéfico para seus negócios. Intermediar a conversa entre dois clientes aproveitando idéias e sugestões é um exemplo da vantagem de ser uma rede – você escuta tudo.
- No contexto 2.0 o poder na mão do cliente aumentou, chegando até a casos extremos de companhias que fomentam redes para obter idéias de novos produtos (crowdsourcing). A empresa está no centro da rede e a sustenta.

Esqueci algo? Quem sabe duas empresas se comunicando (B2B)? O cliente intermediando duas empresas? Triangulação entre clientes, governos e empresas? Cooperação entre mais diferentes partes?

Conforme disse algumas palavras atrás, as chaves de interação estão na mesa. Use-as a seu favor.

Livro concorrente! E agora?

fev 27, 2007   //   por Blog Corporativo   //   Blog Corporativo  //  1 Comentário

livro9gd.jpgMarcio, valeu a dica nos comentários, esse aqui vai pra vc.

Meu livro foi lançado em Maio/2006, e até hoje no Brasil não existia nenhuma outra fonte de informação sobre blogs voltados para negócios em um bom e velho português. Até hoje. Porque há 2 dias a Thomas Nelson Brasil lançou a tradução (a primeira tradução do gênero) de um livro de Hugh Hewitt chamado: “Blog: entenda a revolução que vai mudar seu mundo“.

Segundo o autor deste livro, milhões de pessoas estão mudando seus hábitos no que diz respeito à aquisição de informação. “Isso aconteceu muitas vezes antes, com o surgimento da imprensa, do telégrafo, do telefone, do rádio, da televisão e da internet – agora, surgiu a blogosfera, e isso foi tão repentino que surpreendeu até mesmo os analistas mais sofisticados”, observa Hugh Hewitt.

Na blogosfera, há um mundo com uma platéia quase ilimitada. Trata-se de uma oportunidade extremamente econômica para se estabelecer uma marca e introduzir novos produtos.

Vale a pena algumas observações:

  • O livro parte do impacto dos blogs na política;
  • O livro foi lançado em janeiro de 2005 nos EUA, com uma edição em junho do ano passado;
  • O livro é interessante por trazer um contexto histórico do blog e vendeu relativamente bem nos EUA;
  • Existem outras literaturas muito mais lúdicas, focadas e completas para quem deseja o blog nos seus negócios como por exemplo (lógico) meu livro, e outros sem tradução para o português como: Blog Marketing, BuzzMarketing with blogs for dummies, entre outros os quais também são bibliografias do meu livro;

Use seus clientes atuais e venda para novos clientes

fev 22, 2007   //   por Blog Corporativo   //   Apresentações/Pesquisas  //  7 Comentários

forrester-customer-trust.jpgConsumidores confiam (e compram) os produtos quando recebem a recomendação de um amigo.

A figura ao lado é parte de uma apresentação da Forrester sobre marketing boca-a-boca e monitoração de sua marca na rede. Ela mostra que logo após nós mesmos, a indicação de amigos é a mais confiável (e apropriada) para vender seus produtos/serviços.

Mas dados mastigados não satisfazem? As apresentações são superficiais?

Então leia o artigo Network-Based Marketing: Identifying Likely Adopters via Consumer Networks (pdf) de vários autores ligados ao instituto de estatísticas matemáticas da Universidade de Cornell. Eles fazem uma análise criteriosa do assunto.

E o blog corporativo com isso?

Tudo. Ele é o estopim, a centelha mágica que desperta o desejo do “tenho que contar” na sua base atual de clientes. É o veículo de comunicação mais apropriado e controlável no tema “Marketing de Rede“. Pense nisso.

Frase de Christopher Barger, o dono da iniciativa blogs na IBM (fonte):

“There is a huge shift in the communications model. We [companies] are no longer informers; we are influencers”

Páginas:«123456789...15»